For my international friends

segunda-feira, 23 de julho de 2012

aniversário Lukas - Magdeburg

Planejando nosso roteiro de volta para Hamburg havia duas opções onde poderíamos fazer as conexões de trem. Uma delas era Göttingen e outra Magdeburg. O Lukas até tinha pensado em passar algumas horas em Göttingen pra matar as saudades da cidade onde ele morou por 6 meses, mas eu achei que deveríamos aproveitar para conhecer uma cidade que ainda não conhecíamos e que estava nos nossos planos.  Ficou resolvido então que ao invéis de voltarmos direto para Hamburg faríamos uma parada mais longa em Magdeburg pra dar uma passeada por lá. A desvantagem é que estávamos carregados com nossas roupas, então sempre um de nós sofria com o mochilão nas costas, mas ainda assim acho que valeu a pena a nossa decisão. Obviamente se tivéssemos mais tempo teria muito mais coisa pra conhecer, mas deu pra ter uma idéia da cidade e visitar seus principais pontos turísticos.
Johanniskirche
Rathaus
Lukas com Roland
---
Magdeburg é a capital do estado de Sachsen-Anhalt. Mencionada pela primeira vem em 805 d.C., teve um passado bastante conturbado que pouco pode ser comparado com outras cidades da Europa central. A cidade, que desde 1880 é uma cidade com mais de 10.000 habitantes, é conhecida por causa do seu importante patrimônio histórico da época do imperador do Sacro Império Romano, Otto I. Durante a Idade Média a cidade ganhou importância por causa do seu homônimo conjunto de leis (Magdeburger Stadtrecht - pelo que entendi uma lei pelos direitos das pessoas que moravam em cidade). No final da Idade Média Magdeburg era uma das maiores cidades alemãs, centro da Reforma Protestante e principal força do Reino da Prússia. Na Segunda Guerra Mundial foi quase completamente destruída, 90% da Altstadt, 15 igrejas e o Gründezeit-Viertel (uma bairro) sofreram danos significativos. 
fonte de água
pra aquecer a "bunda" da galera hauhauha
uma capelinha
eu com as três igrejas que sobraram
Filhos famosos da cidade são Otto von Guericke (físico notabilizado pelo estudo do vácuo e da eletrostática) e o compositor barroco Georg Phillip Telemann.
estátua em homenagem à Otto von Guericke
A cidade é cortada pelo rio Elbe (o mesmo que passa aqui em Hamburg), e seu marco é o Magdeburger Dom (a catedral). 
o Dom
---
A minha impressão sobre a cidade é que ela é grande. É tudo bem largo, com imensas avenidas, tudo parece longe. Eu moro numa cidade grande, mas Magdeburg me pareceu maior, porque tudo parecia estar mais longe do que a gente está acostumado a ver na Alemanha. Até então sempre que olhava os mapas sabia que por mais que parecessem distantes os atrativos na realidade estavam perto uns dos outros, mas em Magdeburg não foi bem assim. Me lembrou um pouco Berlin em algumas partes... o Lukas mencionou que era o estilo DDR de construir cidades, e como Magdeburg foi um cidade importante pra eles também, muita coisa foi mudada por lá, reconstruída no estilo DDR, e como eu não conheci ainda muitas cidades do lado da DDR foi uma novidade pra mim. 
o rio Elbe
em frente à Johanniskirche que virou um centro cultural
Kloster Unser Lieben Frauen
O PIT deMagdeburg foi fácil de encontrar e o que me deixou bem feliz foi o mapa deles!! De graça com explicações básicas sobre a história dos atrativos!! Quer coisa melhor?!! Eu amei, foi o melhor mapa de toda a viagem, a organização turística da cidade está de nota10!
Kloster Unser Lieben Frauen
o mapa do antigo Kloster

O que foi triste de ver, foi uma exposição numa das igrejas restauradas as maquetes das outras igrejas que não foram. Contamos umas 15, que por não terem dinheiro suficinte pra reforma, ou porque estavam no meio do caminho de algum projeto de avenida da DDR foram simplesmente demolidas, mesmo havendo protestos. Achei é muito triste, e ainda algumas que sobraram nem funcionam mais como igrejas, são apenas prédios como qualquer outro, usados pra qualquer outra coisa.
St. Petri
St. Petri
A principal atração da cidade é sem dúvida o Dom, que o Lukas fez questão de visitar. A entrada é gratuita, mas tem também uma visita guiada que você paga pra participar. Nós olhamos tudo por conta mesmo. 
carregando a mochila
pesado?!!
As origens do Magdeburger Dom remontam ao ano 937 d.C. quando Otto I fundou um mosteiro em homenagem à St. Mautitius, cuja igreja continuou sendo expandida até que em 968 se tornou uma catedral. Otto enriqueceu sua catedral com tesouros antigos, que ele trouxe do norte da Itália, como por exemplo colunas de mármore e granito que ainda hoje podem ser vistas na catedral. 
Dom
Dom
Depois da morte do imperador em 973 em Memleben (120 km a sudoeste de Magdeburg) ele foi "enterrado" num sarcófago de pedra  dentro da catedral. Em 1207 a catedral ottoniana foi seriamente danificada num incêndio. O arcebispo Albrecht II decidiu erguer para sua comunidade um novo edifício, que começou a ser construído dois anos mais tarde e que se tornou um famoso atrativo. Só em 1362 é que a catedral ficou pronta e ainda assim sua torre oeste com 104 metros  só foi terminada em 1520. 
Dom
Vale muito a pena visitá-la, tem muita coisa interessante pra se descobrir sobre essa catedral!! Ahh só não pode tirar fotos lá dentro!
observando o rio Elbe

Outra atração importante na cidade (pelo menos pra mim), é a Grüne Zitadelle Magdeburg. Mais uma obra do arquiteto Hundertwasser que eu gosto tanto! É um prédio que mistura moradia, escritórios e até um hotel!! Sou fã desse tiozinho, não posso negar!!
Grüne Zitadelle
Grüne Zitadelle
Grüne Zitadelle
Grüne Zitadelle
Grüne Zitadelle

8 comentários:

  1. oi Babi! achei que a escolha foi legal, a cidade parece interessante...
    Pena não poder tirar foto da catedral por dentro, parece linda!!
    e sobre a mochila, ah! isso faz parte viu.... com a gente também é assim!!!
    beijosssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vida de mochileiro né Ana!! Faz parte!! Eu gostei da cidade, como disse se tivesse mais tempo valeria a pena conhecer ainda outras coisas, e com mais calma, mas valeu muito poder conhecer o que a gente conheceu!! Muito legal mesmo!!
      beijosss

      Excluir
  2. Oi Barbara, eu tinha deixado um comentário no post anterior mas não apareceu! Não consigo comentar no seu blog!!! Buá!
    Não apareceu nem aquela mensagem "seu comentario sera publicado após confirmação"...estranho! Vamos ver se esse aparece!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana!! Agora seu comentário já está aparecendo, eu ainda nao tinha tido tempo de liberar, sentei no pc só agora com calma... às vezes eu demoro um pouco... estranho que nao aparece a mensagem de que o comentário vai ser aprovado... será que tem algum lugar que dá pra mudar isso?!!

      beijao

      Excluir
  3. Ah, agora vi!!!
    Eu não tenho ideia de como funciona no bloggler, mal sei usar esse wordpress. Apanho tanto!!! Eu excluí a opção de ter que aprovar no meu. Mas no meu ultimo comentário aqui apareceu sim a mensagem. Acho que deve ser problema no meu mesmo. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas modernidades... não é pra qualquer um... hehhehheheh

      Excluir
  4. Linda essa cidadezinha! A anterior também!! E esse Hundertwasser tem umas coisas muito legais mesmo! Curti!
    Adoro os comentários sobre os PIT´s! Hehe! Também sempre reparo neles e no material distribuído! Tem que colocar umas fotinhos deles pra eu ver como são dentro... a estrutura! :)
    Beijão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falei que o Hundertwasser é muito legal, eu sou fa!!

      Eu também sempre reparo nos PIT's, mas nao sei se vou ter coragem de tirar foto... hehehhe... a envergonhada aqui sabe como é... mas quem sabe numa das próximas vezes eu crie coragem, vamos ver...

      beijokas

      Excluir

Conte-me o seu segredo...