For my international friends

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Receitas de repolho


Gosto muito de repolho, o problema é que ele é sempre muito grande, rende um monte, aí vc acaba ficando semanas comendo repolho... Prá acabar com o que a gente comprou já há umas 3 semanas, fucei na net e encontrei muitas receitas boas, a vantagem é que aqui se come muito repolho, se fosse procurar no Brasil não sei se encontraria tantas receitas quanto encontrei por aqui... Hoje testei a segunda delas, que na verdade é a primeira listada aqui, e está mais que aprovadíssima, e assim conseguimos terminar o imenso repolho que já estava ficando triste dentro da geladeira... Eu traduzi as receitas já que maioria não deve ler alemão, mas tive que fazer algumas adaptações... prá quem não tiver dificuldade recomendo ler o original nos links!!

Würzige Kartoffel - Kohl - Lasagne (Lasanha de repolho e batatas)

1 Kg de repolho
4 batatas grandes
200 ml de leite
1 col (sopa) caldo de legumes
1 col (chá) de cominho
2 col (chá) manjericão
1 col (sopa) curry em pó
½ pacote de purê de batata em pó
1 col (sopa) creme de leite
50g queijo ralado
1 col (chá) manteiga pra untar a forma
Sal e pimenta
Cortar o repolho bem fino, refogar numa panela sem qualquer tipo de gordura. Assim que o repolho estiver ficando amarronzado, acrescentar o leite e os temperos, e mexer vigorosamente. Deixar cozinhar um pouco e ao final colocar o pó de purê de batatas, se faltar leite, acrescentar um pouco mais.
Ralar as batatas e cozinhar numa panela separada por cerca de 5 minutos.
Montar o repolho e as batatas como se fosse uma lasanha, fazendo camadas. A forma deve estar untada com manteiga.
Colocar por cima o creme de leite e o queijo ralado.
Assar em forno pré-aquecido, a 180°C, por cerca de 30 minutos, até que o queijo esteja derretido e gratinado.

Weißkohleintopf mit Hackbällchen (Cozido de repolho com bolinhas de carne)

-Para as bolinhas:
500g carne moída
1 ovo
1 cebola bem picada
-Para o cozido:
2 cebolas picadas
100g bacon picado
1/4l caldo de carne
750g repolho
2 cenouras
250g batatas
1/2l vinho branco
1 col (chá) cominho
Sal e pimenta
Refogar bem o bacon e acrescentar as cebolas. Juntar o caldo de carne.
O repolho deve ser picado bem fininho e acrescentado ao molho. Regar com o vinho branco, colocar o cominho e cozinhar tudo até o repolho estar bem macio (neste meio tempo podem ser preparadas as bolinhas de carne). Ao final acrescentar as batatas e as cenouras picadas em quadradinhos, e deixar cozinhar mais um pouco, até que as batatas estejam cozidas.
Para as bolinhas de carne, misturar à carne moída o ovo, a cebola e temperar com sal e pimenta, misturar bem com as mãos. Formar pequenas bolinhas e colocar estas numa panela com água morna com um pouco de sal. Deixar ferver e cozinhar as bolinhas por cerca de 15 minutos.
Experimentar o cozido e acrescentar sal e pimenta se necessário, e achando que não está liquido o suficiente colocar um pouco da água onde foram cozidas as bolinhas. Juntar tudo e servir.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Stade

A cidade de Stade (Plattdeutsch Stood) está situada às margens do rio Schwinge,  45Km a oeste de Hamburg, fazendo parte da sua região metropolitana. No ano de 994 é primeiramente mencionada em escritos. Rapidamente se desenvolve, tornando-se um importante porto e centro comercial na região. Durante cerca de 70 anos (1645-1712) ela pertenceu à coroa sueca, sendo bastante influenciada por estes. Em 1659 o “Grande Fogo” destruiu dois terços das casas da cidade.

em Stade
As atrações locais incluem toda a cidade antiga com as suas pitorescas casas estilo enxaimel, das quais apenas poucos exemplares antes do grande incêndio de 1659. Após esse incêndio é que a chamada antiga prefeitura foi construída, datando de 1667.

Altes Rathaus
Duas igrejas no centro da cidade tem significado artístico e importância histórica. A Igreja de St. Cosmae et Damiani, habitualmente referido pelos citadinos como Cosmae-Kirche, possui em seu interior um órgao

Cosmae et Damiani-Kirche
A igreja de St. Wilhadi abriga o órgao Erasmus Bielfeldt, e data da metade do século XIV. Stade é uma das inúmeras cidades na região entre os rios Elbe e Weser que possui órgãos construídos antes do 1900, e que possuem seu significado artístico e histórico. Existe inclusive um grupo especializado e responsável por cuidar deste patrimônio.
St. Wilhadi-Kirche
O porto "velho", do ano 1250, é considerado o mais antigo sistema marítimo e permanece quase inalterado e foi cuidadosamente restaurado. A Schwedenspeicher (depósito sueco),
à direita o Schwedenspeicher
as muralhas de cais com seus degraus escondidos e postos de cadeia,
as escadas
o Holzkran (guindaste de madeira),
Holzkran
o barco "Willie",
"Willie"
o Baumhaus,
ao fundo o Baumhaus
a ponte Hude, o Eisenkran (guindaste de ferro), bem como os prédios comerciais das ruas que margeiam o antigo porto, um dos mais antigos na Europa, conferem ao mesmo uma imagem uniforme e harmoniosa da paisagem marítima da região do Unterelbe (denominação dada à região sul do rio Elbe).

em Stade


Nosso passeio em Stade, foi feito numa tarde, depois de termos visitado Buxtehude (ver post anterior). Infelizmente não passamos mais tempo por lá uma vez que não encontramos nada aberto para que pudéssemos almoçar (era dia 31 de dezembro). Voltamos esfomeados pra casa, compramos um Döner na estacao de trem aqui de casa e os devoramos às 5h da tarde... à noite teve filé com batatas, e sorvete e champanhe depois dos fogos e das buzinas dos navios à meia noite!! Tudo muito bom pra receber o novo ano! Ano que vem quem sabe estaremos nós lá no porto tb comemorando com os hamburger, ooops... acho que não é assim que eles se chamam, mas também não faço idéia de como seja... palpites??!

Feliz ano novo!!