For my international friends

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Ratzeburg

Em março de 2014, pouco mais 1 mês antes de voltarmos ao Brasil, ainda recebemos visita de um amigo do meu marido com a esposa. Obviamente fizemos um passeio por Hamburg. Foi meio que um passeio de despedida pra nós. Mas também ainda aproveitamos um dia  para conhecer Ratzeburg que ainda não tínhamos visitado, e que fica perto de Hamburg, fazendo inclusive parte de sua região metropolitana.



A cidade de Ratzeburg está localizada no distrito de Lauenburg estado de Schleswig-Holstein na divisa com o estado de Mecklenburg-Vorpommern. Seu centro "histórico" e o Dom estão localizados numa chamada ilha, em meio ao lago de Ratzeburg. Sendo ligada ao continente por apenas 3 aterros artificiais.

O nome se deve ao príncipe dos Polábios chamado Ratibor/Ratse que morou na região durante o século XI. No século XII o duque, Henrique, o Leão tornou-se governador e estabeleceu ali um bispado.  Também foi ele o responsável pela construcao do Dom na cidade em estilo românico tardio numa típica construcao em tijolos (Backsteinromanik). A cidade foi quase totalmente destruída em 1693 bombardeada pelo rei Cristiano V da Dinamarca. Pertenceu brevemente ao  Primeiro Império Frances durante as guerras napoleônicas e foi governada pelo rei rei dinamarquês depois do congresso de Viena. Foi anexado pelo Reino da Prússia durante a Segunda Guerra de Schleswig. A Cortina de Ferro passava a apenas 5 km da cidade, e atualmente a cidade é bem conhecida por seu clube de remadores, sendo estes responsáveis por muitas medalhas olímpicas para a equipe alemã.



Enfim, foi um passeio bem gostoso por essa cidadezinha tao simpática. Era final de inverno, acredito que no verão seja muito agradável passear por ali, especialmente por ser rodeado pelo lago. Deve encher de gente, já que os alemães do norte tem uma forte ligacao com a água.

Vale a pena uma visitinha!!



domingo, 8 de novembro de 2015

Outubro 2015 em fotos

Demorei, eu sei... Mas mais uma vez o mês chegou e eu nem percebi. As coisas aqui andam corridas, Nao tanto por ter muito o que fazer além de cuidar da casa, do filho e das costurices. Mas essas coisas já estao sendo mais que suficientes pra me tirar do sério por muitas vezes. Ando cansada e me perguntando qual o sentido dessa vida afinal?! Passar o dia limpando e cuidando?! Pra no dia seguinte ter que fazer tudo de novo, sempre e sempre?!

Enfim, cansada...

Mas vamos às fotos do mês. Ja postei algumas por aqui em outros posts, entao coletei aquelas que ainda nao deram as caras no blog tá?!



Pra variar a maioria das minhas fotos no instagram sao dos meus projetos, e tecidos, e encomendas. É o que ando tendo de mais fotogênico ultimamente já que quase nao saio de casa. A minha cabeca anda a mil com idéias de coisas pra fazer, e pra acompanhar isso sempre tem comprinhas de tecidos aqui e ali. Adoooro!! Sou a louca dos tecidos!!


Menininho também é sempre presente nas fotos. às vezes de propósito, mas muitas vezes por vontade dele única e exclusivamente. Mas como ele quase nao dorme mais à tarde fica difícil tirar fotos com uma luz decente sem que ele esteja por perto e resolva se meter no meio... hahahah...


E por último, as alegrias do mês foram poder enfim assistir novamente um show da Sandy, comprar e ler mais livros e claro, fazer quilts, amo fazer quilts!!

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Meus dois dias de paz

É meio sacanagem chamar os dois dias que passei sozinha de dias de paz, não estou querendo dizer que meus dias sejam sempre caóticos e que não goste da minha família. Mas como eu precisava de um tempo só pra mim... Ahhh foi tao bom... Sem horários fixos, sem gente me pedindo isso ou aquilo, só curtindo a mim mesma, sem responsabilidades...



No fim acabei fazendo de tudo um pouco. Costurei, assisti meu seriado, dei uma limpadinha na casa (mas sem dramas), comecei um livro novo... Enfim, curti como eu queria aqueles dois dias que no final viraram três. Logo que o Lukas e o Leopold voltaram já veio junto uma amiga querida que estava de nos visitar há um tempinho. Tivemos mais dois dias de conversas e bate-papos sem fim. Posso dizer que a minha semana rendeu. Foi uma ótima semana, daquelas que são leves e que a gente vai lembrar pra sempre por mais simples que tenham sido.