For my international friends

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

2015 se foi

Ando meio sumida eu sei. Mas a vida offline está tomando boa parte do meu tempo. Graças a Deus tive muitas encomendas e então o pique para blogar nas horas vagas eu não tinha. O instagram é a única rede social em que ando mais ativa. E aqui deixo as minhas nove fotos mais curtidas deste ano. Obviamente envolvem comidas, livros e mato. Ano que vem só espero ver mais produtinhos aí no meio.
Beijokas e tenham um 2016 bem colorido!!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Novembro 2015 em fotos

Novembro foi um mês curto em postagens, pois a última semana enquanto ainda estava na casa dos meus pais estava sem internet pra poder postar no instagram. Por lá as coisas continuam debaixo d'água e ninguém aguenta mais tanta chuva. Sofrem as plantas, sofrem as pessoas, está tudo um caos por lá, se continuar do jeito que está nao vai mais ter chao pra pisar, só água, água, água...


Este mês testei alguns blocos aprendidos em cursos que estou fazendo na Eduk (recomendo!), e aos poucos vou me aventurando em fazer quilts maiores, não só jogos americanos e trilhos de mesa. Quero investir em colchas e mantas. Desde as pequeninas para bebê e criança quanto para camas de solteiro, e aos poucos ir para as maiores, de casal, queen e king. Ambiçao é tudo nessa vida!


Consegui ler alguns livros bacanas esse mês. Esses dois já estava querendo há um tempão e gracas as trocas via Skoob consegui. Estou adorando!


Aproveitando que amigos nossos que moram na Noruega estariam pelo Brasil marcamos um encontro com velhos amigos em Curitiba. Foi uma tarde muito delícia, onde comemos, rimos e brincamos. Os meninos se conheceram e brincaram juntos e as fofocas rolaram soltas. Por mais dias com amigos!!


O resto do mês passei na casa dos meus pais, que como já mencionei acima está com o clima bem ameno para essa época do ano. Eu gosto, ainda mais por passar sempre muito calor e secura em São Paulo. Mas até eu estava me enchendo o saco de ter que atravessar rodovia alagada e esburacada toda vez que precisava sair de casa.


segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Ratzeburg

Em março de 2014, pouco mais 1 mês antes de voltarmos ao Brasil, ainda recebemos visita de um amigo do meu marido com a esposa. Obviamente fizemos um passeio por Hamburg. Foi meio que um passeio de despedida pra nós. Mas também ainda aproveitamos um dia  para conhecer Ratzeburg que ainda não tínhamos visitado, e que fica perto de Hamburg, fazendo inclusive parte de sua região metropolitana.



A cidade de Ratzeburg está localizada no distrito de Lauenburg estado de Schleswig-Holstein na divisa com o estado de Mecklenburg-Vorpommern. Seu centro "histórico" e o Dom estão localizados numa chamada ilha, em meio ao lago de Ratzeburg. Sendo ligada ao continente por apenas 3 aterros artificiais.

O nome se deve ao príncipe dos Polábios chamado Ratibor/Ratse que morou na região durante o século XI. No século XII o duque, Henrique, o Leão tornou-se governador e estabeleceu ali um bispado.  Também foi ele o responsável pela construcao do Dom na cidade em estilo românico tardio numa típica construcao em tijolos (Backsteinromanik). A cidade foi quase totalmente destruída em 1693 bombardeada pelo rei Cristiano V da Dinamarca. Pertenceu brevemente ao  Primeiro Império Frances durante as guerras napoleônicas e foi governada pelo rei rei dinamarquês depois do congresso de Viena. Foi anexado pelo Reino da Prússia durante a Segunda Guerra de Schleswig. A Cortina de Ferro passava a apenas 5 km da cidade, e atualmente a cidade é bem conhecida por seu clube de remadores, sendo estes responsáveis por muitas medalhas olímpicas para a equipe alemã.



Enfim, foi um passeio bem gostoso por essa cidadezinha tao simpática. Era final de inverno, acredito que no verão seja muito agradável passear por ali, especialmente por ser rodeado pelo lago. Deve encher de gente, já que os alemães do norte tem uma forte ligacao com a água.

Vale a pena uma visitinha!!



domingo, 8 de novembro de 2015

Outubro 2015 em fotos

Demorei, eu sei... Mas mais uma vez o mês chegou e eu nem percebi. As coisas aqui andam corridas, Nao tanto por ter muito o que fazer além de cuidar da casa, do filho e das costurices. Mas essas coisas já estao sendo mais que suficientes pra me tirar do sério por muitas vezes. Ando cansada e me perguntando qual o sentido dessa vida afinal?! Passar o dia limpando e cuidando?! Pra no dia seguinte ter que fazer tudo de novo, sempre e sempre?!

Enfim, cansada...

Mas vamos às fotos do mês. Ja postei algumas por aqui em outros posts, entao coletei aquelas que ainda nao deram as caras no blog tá?!



Pra variar a maioria das minhas fotos no instagram sao dos meus projetos, e tecidos, e encomendas. É o que ando tendo de mais fotogênico ultimamente já que quase nao saio de casa. A minha cabeca anda a mil com idéias de coisas pra fazer, e pra acompanhar isso sempre tem comprinhas de tecidos aqui e ali. Adoooro!! Sou a louca dos tecidos!!


Menininho também é sempre presente nas fotos. às vezes de propósito, mas muitas vezes por vontade dele única e exclusivamente. Mas como ele quase nao dorme mais à tarde fica difícil tirar fotos com uma luz decente sem que ele esteja por perto e resolva se meter no meio... hahahah...


E por último, as alegrias do mês foram poder enfim assistir novamente um show da Sandy, comprar e ler mais livros e claro, fazer quilts, amo fazer quilts!!

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Meus dois dias de paz

É meio sacanagem chamar os dois dias que passei sozinha de dias de paz, não estou querendo dizer que meus dias sejam sempre caóticos e que não goste da minha família. Mas como eu precisava de um tempo só pra mim... Ahhh foi tao bom... Sem horários fixos, sem gente me pedindo isso ou aquilo, só curtindo a mim mesma, sem responsabilidades...



No fim acabei fazendo de tudo um pouco. Costurei, assisti meu seriado, dei uma limpadinha na casa (mas sem dramas), comecei um livro novo... Enfim, curti como eu queria aqueles dois dias que no final viraram três. Logo que o Lukas e o Leopold voltaram já veio junto uma amiga querida que estava de nos visitar há um tempinho. Tivemos mais dois dias de conversas e bate-papos sem fim. Posso dizer que a minha semana rendeu. Foi uma ótima semana, daquelas que são leves e que a gente vai lembrar pra sempre por mais simples que tenham sido.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Coleção natalina Fadentriks

Hoje vim mostrar para vocês as minhas produções para a época de natal. Quem me acompanha no instagram deve ter visto uma coisinha aqui outra ali. Mas eu resisti bravamente  como pude pra não ir postando tudo assim que estivesse pronto.

Com vocês a coleção natalina da Fadentriks!!

http://www.elo7.com.br/centro-de-mesa-natalino-verde/dp/5DC8D5

http://www.elo7.com.br/centro-de-mesa-estrela/dp/5DC87A

http://www.elo7.com.br/centro-de-mesa-papai-noel/dp/5DC899

http://www.elo7.com.br/centro-de-mesa-natalino/dp/5DC8C0

vendido


Sinam-se a vontade para visitar a loja da Fadentriks no elo7; http://www.elo7.com.br/fadentriks
Espero vocês por lá!

domingo, 18 de outubro de 2015

Sumiço, visita, show da Sandy e mais...

Andei meio sumida né?! Não que estivesse muito ativa por aqui ultimamente, mas ainda assim conseguia deixar uns posts agendados de vez em quando.

Estas últimas duas semanas não foram assim corridas, mas não cheguei a ter tempo de sentar em frente ao computador com calma pra escrever, sabe como? Hoje em dia dá pra fazer quase tudo pelo celular, mas uma coisa que não consigo fazer por lá é escrever no blog, aquelas letras pequenas me enervam. Servem realmente só pra deixar recados rapidinhos.

Aí que minha mãe esteve por aqui por uma semana enquanto meu marido estava viajando e (o motivo oficial) cuidar do Leopold enquanto fomos ao show da Sandy. Ai gente, vocês não sabem a alegria que foi pra mim assistir um show dela. Deve fazer praticamente uns 10 anos desde o último show que fui. E isso era ainda na época em que ela fazia dupla com o irmão. Eu sempre fui fã deles. Na época que eles romperam a dupla até teve show em Curitiba onde eu morava na época, mas eu estava meio desligada deles naquela altura, todo mundo tirava sarro de mim por gostar deles e inventei a desculpa de que tinha que fazer uma prova naquele bendito dia pra não pedir pra alguém ir comigo. Enfim, sei que a Sandy lançou a carreira solo dela tipo 1 mês depois que eu tinha me mudado pra Alemanha e o show foi em Curitiba, imagina a minha frustracao quando soube. Desde lá venho acompanhando a carreira dela do jeito que dava morando fora, sempre pedindo pra alguém comprar os cds pra mim e assistindo vídeos na internet. E agora, quando ela volta da licença maternidade, depois de quase 1 ano e meio fora dos palcos calha de eu estar morando na cidade onde ela vai fazer o primeiro show depois de todo esse tempo. Não podia perder né?! E foi lindo! Ahh como me emocionei. Eu sou dessas bestas que não faz nada, fica só olhando, mas eu amei estar lá, foi meio mágico pra mim...

Ahh ela emocionada com a primeira música... Foi lindo...

Enfim, e depois que minha mar foi embora acabei não conseguindo tempo no computador porque o pequeno estava um chatonildo de não querer colaborar com nada. Foi tenso, mas já voltou ao normal. Essas crises sempre acontecem depois de passar tempo com outras pessoas que fazem tudo que ele quer.

E hoje, vejam só, hoje estou aqui porque vou passar dois dias sem marido nem filho em casa. É tanta liberdade que nem sei por onde começar. Tenho tanta coisa que queria fazer com calma... Ler um livro, assistir um seriado, limpar a casa e aproveitar ela limpinha e sem bagunça por dois dias inteiros, costurar todos os meu projetos pendentes, em especial aqueles pessoais ou mais complicadinhos que exigem mais atencao. Enfim... não sei por onde começar. Claro que fico apreensiva coma viagem deles, se o pequeno vai sentir minha falta, mas esses dilemas toda mãe passa. Eu quero aproveitar ao máximo esse tempo só pra mim. Quem sabe até organizo umas postagens pro blog, veremos...

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Setembro 2015 em fotos

Esses posts mensais meio que vão ficando meio repetitivos, já que quase só posto fotos dos meus artesanatos e de comida... hahahaha... Mas enfim, o mês por aqui foi basicamente isso mesmo, umas comidinhas e um monte invencoes com tecidos... Então vamos lá:



Vou começar com a comida: Tivemos dias friozinhos em que aproveitei pra tomar chá, já disse que amo tomar chá?!  E as gordices são porque né, ninguém é de ferro!


A producao Fadentriks aqui é sempre acompanhada de perto pelo pequeno ajudante. às vezes é complicado conseguir produzir alguma coisa, mas faz parte dessa vida de mãe não é?!


Olhando agora as fotos, cheguei a conclusão que setembro foi um mês bastante produtivo. Olha quanta coisa eu terminei este mês... uma colcha em crochê pra uma das cunhadas, colcha quilt para cama do pequeno ajudante, trilhos e centros de mesa natalinos (aguardem, estes mostro em breve com mais detalhes), e dois pegadores de panela novinhos que já estão lá na loja (não consigo não fazer propaganda tá, preciso conseguir pagar minhas idas à 25 de marco no mês que vem!!!)


E pra terminar uma selecao que me define bem, tons meio melancólicos e livros... Pelas fotos até parece que não teve sol por aqui. Pelo contrário, teve e muito, muito calor. Eu odeio, acho que por isso acabo sempre fazendo fotos de dias chuvosos ou nublados quando eles aparecem!

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Campos do Jordao - dia III - Amantikir

O terceiro dia já era o dia da volta, mas não sem antes fazer mais uma visita. Depois do café da manha fizemos nosso check-out e nos dirigimos ao parque Amantikir. Esse parque é um parque de jardins, e muito, muito bonito. No Tripadvisor está em primeiro lugar nas atracões de Campos do Jordão e não é por menos. O preço da entrada é bem salgadinha, mas verifique as parcerias, de repente seu hotel tem parceria e aí o preço fica bem mais em conta. Por isso que a gente foi, nosso hotel era parceiro e com isso conseguimos agendar a visita mais barata.





Além disso que já escrevi não tem muito o que falar não. Para amantes de flores e fotografia é o lugar perfeito. Dá pra ficar um bom tempo lá dentro só admirando. O chato é que vai bastante gente e tem gente que é meio mal educada né?! E também não tem um parquinho ou um cantinho pra crianças pequenas, elas se entediam muito fácil. Apesar de que o Leopold se divertiu jogando pedrinhas, mas eu sempre fico meio receosa com esses parques tao caprichados e arrumadinhos porque aqui as crianças mal e mal pode pisar na grama que já levam bronca. No fim não aconteceu nada disso, mas eu sempre fico com medo.



terça-feira, 22 de setembro de 2015

Campos do Jordão - dia II

O segundo dia já prometia desde o começo ser mais quente que o anterior, apesar de estar gelado logo cedo de manha. Tomamos café da manha no hotel e de lá seguimos para a estacão de trem, porque queríamos fazer o passeio que vai até o mirante de Santo Antônio do Pinhal. Praquela manha não tinha mais lugar, ou melhor, o casal na nossa frente comprou os últimos lugares, mas por pura sorte conseguimos os dois últimos lugares no passeio da tarde, apesar de em poltronas separadas. Mas isso pra gente era o de menos, o importante era o passeio. Como então nossa manha ficou livre e os programas mais no centro da cidade já tínhamos feito no dia anterior por causa da chuva, resolvemos ir até o Horto Florestal passar nossa manha lá. E que delícia de passeio gente. É bem fácil de chegar lá se você estiver de carro! Quando chegamos não tinha muita gente, quase ninguém na verdade. Fizemos a trilha da cachoeira que é a mais curtinha (4,7km ida e volta) e foi super gostoso estar em contato com a natureza. Na volta ainda ficamos brincando com o Leopold no parquinho. Gostei bastante do lugar, tem uma boa estrutura pra fazer piqueniques também. Muito bacana pra passar o dia inteiro por lá se for o caso. Custa R$12,00 por adulto e tem desconto pra estudantes e idosos.




Como tínhamos o passeio de trem já comprado voltamos pro centro da cidade já no começo da tarde. Às 2h partiu o trem, com várias poltronas vazias, diga-se de passagem. No fim nós 3 conseguimos viajar juntos porque muitas pessoas compraram o ingresso e não apareceram!!? O passeio dura 1 hora até a cidade de Santo Antônio do Pinhal, passeando pela serra. Este trajeto inclui um trecho de estrada de ferro em maior altitude no país. Temos uma vista linda lá de cima!! Chegando em Santo Antônio do Pinhal o trem pára por 30 minutos para apreciar a vista de um mirante que tem por lá e um lanchinho na lanchonete da estacão. No total são 2h30 de passeio, que eu achei muito legal. Vale muito pela vista que a gente tem! O nome da atracão é Trem do Mirante tá, porque existe também um bondinho que faz o trajeto só dentro do Campos do Jordão. Mais informacoes dos diferentes passeio de trem ali da região vocês podem encontrar aqui





Na volta estávamos já morrendo de fome porque passamos o dia só beliscando o que tínhamos levado na mochila. Fomos então ao restaurante alemão que eu já tinha visto de antemão em casa. O nome do lugar é Fräulein Bierhaus e como o próprio nome já diz tem bastante tipos de cerveja por lá. O Lukas matou as saudades das preferidas dele e eu comi o Schnitzel que estava desejando desde que voltamos da Alemanha. Claro que não é igual, igual, mas estava muito bom e eu recomendo! O restinho do dia passamos no hotel descansando e brincando com o Leopold, e planejando o dia seguinte, nosso último na cidade.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Campos do Jordão - dia I

Saímos de São Paulo debaixo de chuva. Isso porque Murphy é nosso companheiro desde que era nosso vizinho lá na Alemanha (história real gente, nosso vizinho de porta chamava Murphy) e sempre que viajamos pegamos chuva. Mesmo que no estada não chova há quase 1 mês, esteja em racionamento de água e tals... mas se a gente marca uma viagem é certeza que vai chover. Enfim... Nosso gps resolveu não funcionar na saída, mas pelo menos a gente tinha mais ou menos o mapa na cabeça, depois no meio da estrada o gps resolveu se encontrar e nos levou certinho até Campos do Jordão. Chegando lá perto, na serra era aquela neblina de não ver nada a alguns palmos de distância e o friozinho batendo. Foi delicioso.


O único problema é que o plano original era visitarmos o Horto Florestal no primeiro dia, mas debaixo de chuva não tinha como, por mais alemanizados que estejamos. A cidade parece não oferecer lá grandes coisas pra se fazer em ambientes fechados. As coisas mais interessantes são as em contato com a natureza, também é o que a gente mais gosta de fazer. Ficar trancado em casa e agente já fica em São Paulo né?! Mas no fim decidimos visitar o chamado Museu do chocolate que nada mais é que uma pequena apresentacao sobre o cacau e de como o chocolate se desenvolveu e uma vista do que o pessoal da fábrica está fazendo no momento. Coisa bem simples, mas deu pra fugir da chuva por uma meia hora. E o chocolate é bom. Ahh é o chocolate Araucária.




Dali seguimos pro Palácio Boa Vista, que é o palácio de inverno do governador do estado. Não comento nada quanto ao fato de um governador ter uma residencia dessas... Mas dentro do Palácio existem um acervo cultural bem interessante. com pinturas de artistas brasileiros, móveis e utensílios que são usados quando o governador recebe suas visitas. Achei bem interessante. A visita é gratuita,e guiada. O jardim do Palácio proporcionou belas fotos, especialmente quando chegamos debaixo de uma espessa neblina. Na saída já tinha limpado tudo.




Como o tempo pareceu se firmar arriscamos ir até o Museu Felicia Leirner, que não era uma das minha prioridades, mas que parecia oferecer uma passeio gostoso. E foi bem isso mesmo. Lugar super tranquilo, com uma bela vista. e estrutura muito boa para receber os turistas. Não deixe de visitar se um dia for à cidade! Entrada também gratuita!




Dali ainda conseguimos ter tempo de ir até o Mosteiro de São João acompanhar o canto gregoriano das monjas. Muito bonito, mas com criança pequena não deu pra apreciar muito atentamente.

Fomos enfim até o hotel e depois procuramos um lugar pra comer. A minha primeira opcao estava fechada, então tivemos que ir até o centrinho turístico pra descobrir alguma coisa. Acabamos parando no restaurante da Baden Baden já que o outro alemão não conseguimos encontrar sem estar com o endereço em mãos.