For my international friends

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Hamburg Bergedorf


Bergedorf é atualmente um bairro de Hamburg, mas antigamente já foi uma cidade independente, como muitas outras que já descrevi por aqui. O nome Bergedorf é uma referência à sua localização e a diferença de altitude em relação à vizinha Vier- und Marschlande (região mais plana e pantanosa), ainda que Bergedorf não esteja realmente em cima de uma montanha. As pessoas que ali viviam, provavelmente ainda antes do ano 1000, eram chamados de “Berger” (algo como moradores da montanha), e ao longo dos anos esse nome foi mudando até chegar ao atual Bergedorf.

mapa de Hamburg e aquela parte vermelha
mais escura é onde fica Bergedorf
Fonte: http://de.wikipedia.org/wiki/Datei:Bergedorf_in_HH.svg

Bergedorf

Schloss Bergedorf

A história de Bergedorf começa a ser registrada no ano 1162 com a primeira menção conhecida ao lugar. Entre os anos 1202 e 1227 Bergedorf ficou sob controle do rei dinamarquês, um período de grande desenvolvimento para a vila, que ainda hoje pode ser visto no centro da cidade. Em 1208 o rio Bille, que passa pela cidade, foi represado e nele construído um moinhos de grãos. Como um precursor do “castelo” que até hoje existe, foi construído entre 1212 e 1224, um Wasserschloss (castelo com fosso), ao redor de qual começou um segundo povoamento. Em 1275 o vilarejo já era considerado cidade. Na maior parte da sua existência, entre 1420 e 1867, a cidade esteve sempre sob a administração tanto de Hamburg quanto de Lübeck. Com o Groß-Hamburg-Gesetz (uma lei da cidade de Hamburg) do dia 1 de abril de 1937, Bergedorf perdeu sua autonomia como cidade e foi transformada em um dos muitos bairros de Hamburg.
Bergedorf

Bergedorf

Bergedorf

Gasthof Stadt Hamburg

Bergedorfer Windmühle

O Bergedorfer Schloss é o único Schloss(castelo do tipo feito mais pra moradia, não para defesa, como são os Burg; no português se usa castelo pros dois, mas Schloss seria mais como um palácio) na cidade de Hamburg. Não se sabe ao certo quando foi construído, existem apenas especulações a respeito. Em documentos existe menção a uma fortificação primeiramente no século XIV. Até 1420 a construção serviu como moradia dos duques de Sachsen-Lauenburg. Após esse período as cidades hanseáticas Hamburg e Lübeck a tomaram o controle da cidade nas suas mãos e transformaram o castelo em sede do governo. Em 1868 Hamburg comprou a parte de Lübeck, pondo fim ao duplo poder de quase 450 anos. O edifício passou então a abrigar variados setores da administração municipal, tal como da polícia. Com a anexação na primeira metade do século o castelo passou a abrigar o Museum für Bergedorf und Vierlande.

Bergedorfer Schlosspark

Bergedorfer Schlosspark

Bergedorfer Schloss

Bergedorfer Schloss

Bergedorfer Schloss

Bergedorfer Schloss


Bem no centro, ao lado do Bergedorfer Schloss, está a igreja St. Petri und Pauli zu Bergedorf. A primeira menção feita a uma igreja no lugar da atual St. Petri und Pauli data de 1162. Ela pertencia à diocese de Ratzenburg. Provavelmente devido a ter sido gravemente danificada com um fogo a primeira igreja foi demolida em 1499 e logo depois começou-se a construir outro edifíco no lugar. Em 29 de junho de 1502, o dia dos apóstolos Pedro e Paulo (Petri e Pauli em alemão), a nova igreja foi consagrada. 


St. Petri und Pauli Lirche zu Bergedorf 
St. Petri und Pauli Lirche zu Bergedorf

St. Petri und Pauli Lirche zu Bergedorf

St. Petri und Pauli Lirche zu Bergedorf

St. Petri und Pauli Lirche zu Bergedorf

Publicado originalmente em 17 outubro 2011

domingo, 25 de janeiro de 2015

Freilichtmuseum Kiekeberg

O museu, que atualmente abriga 33 edifícios históricos dos séculos XVII ao XX numa área de 12 hectares, tem foco na história cultural do norte da Lüneburger Heide e da região pantanosa do rio Elbe. Além dessas construções ele tem ainda um salão de exposições mais moderno, tanto para exposições fixas quanto temporárias. Do lado de fora encontra-se uma série de jardins e hortas além de animais de antigas raças domésticas. Em 2012 foi aberto o Agrarium, uma sala de exposição interativa sobre agricultura e a indústria de alimentos. 
a construção da entrada

a ferraria

que tal morar aí hein??

dentro de uma das casas

cerca estilosa

os polacos andarm por aqui... hauhauhauha

O museu ao ar-livre foi fundado em 1953 por Willi Wegewitz, então diretor do Helms-Museumem Hamburg-Harburg. O ponto de partida para seu projeto foram as rápidas mudanças na agricultura e nas vilas da região. A fim de preservar a tradição que estava se perdendo, foi comprado um Hof inteiro e transportado para o Kiekeberg de forma a poder ser apresentado às gerações futuras. (Pode-se dizer que Hof seja uma fazenda ou uma chácara, e neste caso as casas e construções que faziam parte dessa fazenda/chácara é que foram transferidas até o Kiekeberg que é o nome do morro na região em que se encontra hoje o museu). Wegewitz construiu o museu com grande diligência e entregou ao seu sucessor Noel Ahrens em 1966, não apenas um Hof, mas uma pequena vila típica da Heide (Heidedorf). Ahrens continuou o trabalho, aumentou as áreas livres, estendeu jardins, e integrou projetos educacionais ao museu.
o fogao

os donos das casa dormiam ao lado do forno,
aquela abertura ali é a cama



a entrada do Museu
***Originalmente publicado em 21 de janeiro de 2013***

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Göttingen

  Göttingen é uma cidade universitária localizada no sul do estado de Niedersachsen e fortemente influenciada por suas instituições de ensino e pesquisa. 
a localização no mapa da Alemanha
fonte: internet
  A origem de Göttingen nos remete a uma aldeia do século VII. Ela foi mencionada  pela primeira vez no ano 953 sob o nome Gutingi, em uma carta do imperador Otto I. Através da aldeia passava um pequeno riacho, o Gote, de quem a aldeia recebeu seu nome. A cidade foi fundada entre 1150 e 1200 a noroeste dessa vila adotando seu nome. Na época medieval a cidade era membra da Liga Hanseática, e portanto, uma cidade rica.
Lukas e eu no Wilhelmsplatz em frente à Universidade
jan 2010
  Atualmente Göttingen é famosa por sua antiga universidade, a Georg-August-Universität, fundada em 1737 e que se tornou a universidade mais visitada da Europa. Em 1837, sete professores protestaram contra a soberania absoluta dos reis de Hannover, vindo a perder seus ofícios, e se tornaram famosos como os Göttinger Sieben (Os sete de Göttingen). Entre eles estavam algumas celebridades bem conhecidas: os irmãos Grimm, Heinrich EwaldWilhelm Eduard Weber e Georg Gervinus. Além desses, os chanceleres alemães Otto von Bismarck e Gerhard Schröder estudaram Direito em Göttingen. Alguns dos matemáticos mais famosos como Carl Friedrich Gauss, Bernhard Riemann e David Hilbert eram professores em Göttingen.
parte do antigo muro da cidade
jan 2010
  Como outras cidade universitárias, Göttingen desenvolveu suas próprias tradições peculiares. No dia em que os novos "doutores" (aqueles que fizeram doutorado) recebem seus títulos é costume eles seguirem até a estátua da Gänseliesel, que fica em frente à prefeitura, num carrinho de mão decorado. Lá eles tem que subir na fonte e beijar a estátua.
mamae e eu com a Gänseliesel em janeiro de 2010
  Figuras de Gänseliesel (Gänse= gansos, Liesel=abreviatura ou apelido do nome Elisabeth), que traduzindo mais livremente poderíamos chamar de "A menina dos gansos", são relativamente comuns na Alemanha, retratando uma cena do cotidiano. A estátua de Göttingen é uma figura em bronze esculpida por Paul Nisse de acordo com o projeto do arquiteto Heinrich Stöckhardt. Houve um concurso para escolher uma estátua para a fonte em frente à Rathaus em 1898 e depois de muitas discussões a população escolheu a Gänseliesel mesmo esta tendo ficado em segundo lugar. Ela foi erguida em 1901. No começo a tradição de beijar a estátua era praticada por aqueles que se matriculavam na universidade, e que por muito tempo foi proibido. Mas apesar da proibição a tradição ainda era realizada, o que levou a estátua a ser considerada a moça mais beijada do mundo. Nas últimas décadas é que a tradição foi deixando de ser realizada pelos recém matriculados, passando a ser feita por aqueles que alcançam o nível de doutoramento, quando então a moça além de beijos, também recebe buques de flores. Na comemoração do centenário da Gänseliesel a proibição de beijar a estátua foi revogada. A estátua original está no Museu da cidade desde 1990, a estátua que está na praca agora é uma répllica.
mamae e eu com a Gänseliesel em junho de 2011
A Rathaus (prefeitura da cidade), cuja construção original data de 1270, foi sendo ampliada e modificada entre os séculos XIII e XVI até ficar com a aparência atual. Na época serviu como uma casa de Guilda (coorporações de ofício) dos mercadores. Arquitetonicamente atraente são a varanda em estilo gótico e as pinturas internas do final do século XIX. Foi completamente renovada entre 1979 e 1981. Hoje é sede do Posto de informações turísticas e o salão interno costuma abrigar recepções de todos os tipos.
dentro da Rathaus
junho 2011
Rathaus
junho 2011
Duas torres diferentes é o que melhor representa a igreja St. Johannes construída entre 1300 e 1344. A torre norte era até a pouco tempo a casa dos guardiãos da cidade e mais tarde virou moradia de estudantes. Atualmente é usada pela comunidade como sala de oração. É possível visitar a torre aos sábados às 12 e às 14 horas.
St. Johannes
junho 2011
Em frente à Biblioteca da Universidade existe o Lichtenberg-Denkmal (Denkmal = memorial). Georg Christoph Lichtenberg foi em 1775 nomeado professor de matemática e física experimental na Universidade de Göttingen  e é considerado "o gênio universal do século XVIII". A estátua é em tamanho real, o cara era baixinho mesmo!!
colocaram até um cachecol no coitado
janeiro 2010
conhecendo a estátua
junho 2011
Os entalhes da casa na Junkernschänke, em estilo enxaimel data de 1446 e em 1547/49 foi reconstruída em estilo renascentista, contam história bíblicas. Num dos postes o artista retratou também a ele e sua esposa.
Junkernschänke
janeiro 2010
Nessa casa tem um restaurante ótimo, com esse mesmo nome: Junkernschänke. Outros restaurantes muito bons lá são os seguintes:
- Kartofflehaus, de tão bom que era voltamos lá umas 3 vezes na mesma viagem!!
nós no Kartoffelhaus
janeiro 2010
a segunda vez no Kartoffelhaus
janeiro 2010
- Confeitaria Cron und Lanz, que visitamos com meus pais em junho de 2011 quando demos uma passadinha na cidade pra vê-la sem neve. A vitrine é de babar!!!!!!!
a fachada da confeitaria
junho 2011
analisando o cardápio
junho 2011
analisando o cardápio
junho 2011
Vale uma conferida nos sites deles hein!!!

Vou deixar mais algumas fotos da cidade:
o caminho dos planetas - essa é a terra, um pontinho ínfimo naquela placa preta
junho 2011
uma fachada bonitinha
junho 2011
uma igreja, já não lembro mais o nome
junho 2011
nós dois e o resto do muro da cidade
junho 2011
uma livraria
janeiro 2010
degustando vinhos
janeiro 2010


Fontes: Wiki deutsch; Wiki ingl; Göttingen Tourismus (vale uma visitinha)


###Publicado originalmente em 26 abril de 2012###