For my international friends

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Aniversário em Wien - Österreich

   Hoje é meu aniversário!! êêê parabéns pra mim!! E para comemorar estamos passeando em Wien (Viena na Áustria). Pra nao deixar ninguém com água na boca, ou exatamente pra isso, deixei esse post programado pra vocês poderem viajar um pouquinho junto com a gente no meu dia especial... as informacoes e fotos sao da internet, quando voltarmos posto fotos e histórias minhas, ok!? Vamos lá?
a cidade
fonte: www.stadt-wien.at/reisen/fremdenfuehrer-fuehr... 
   Wien é a capital da Áustria e também um dos nove estados desse país. Com uma populacao de cerca de 1,7 milhoes de pessoas é a cidade mais populosa da Áustria. Wien está localizada no nordeste da Áustria, na extensão leste dos Alpes, na Bacia de Viena. A cidade antiga era toda concentrada ao sul do rio Donau/Danúbio, mas hoje a cidade se estende dos dois lados do rio. O nome Wien vem do nome do rio Wien que passa pela cidade (era comum a povoados ao longo do Donau/Danúbio darem os nomes dos rios que nele desembocavam a suas vilas). A cidade antiga, impreganada da história do reinado dos Habsburgos, e o Palácio de Schönbrunn foram reconhecidos pela UNESCO como Patrimônio Mundial.
Schloss Schönbrunn
fonte: www.austria.info/at/kunst-kultur-in-oesterreich/schloss-schoenbrunn
  A história da cidade remete a aproximadamente 500 a. C., tendo sido incialmente uma povoação de origem celta. Por volta de 15 a.C. foi uma cidade fronteiriça do Impéiro Romano, defendendo-os das tribos germânicas ao norte, nesta época conhecida pelo nome Vindobona. Posteriormente acolheu a dinastia Babenberg, adquirindo um caráter mais cultural.  E por volta de 1278 começou-se a estabelecer a dinastia Habsburgo, vindo a mais tarde se tornar capital do Império Austríaco e ainda do Império Austro-Húngaro. Desde o final da primeira Guerra Mundial é capital da República da Áustria. Mais da história vocês encontram aqui e é em português!!!
Hofburg
fonte: www.jufa.at/.../jufa-wien/freizeittipps.html 
   Os pontos turísticos de maior interesse concentram-se ao redor do Hofburg, sede da antiga Corte imperial. Este complexo por si só já possui inúmeras atrações e opções de visitação na cidade. Na região mais central da cidade ainda vale mencionar o Stephansdom (a catedral), o MuseumsQuariter (complexo de museus), Albertina, Kunst- und Natur- historisches Museum, Burgtheater, Staatsoper. Mais afastado do centro tem ainda o Belvedere - palácio de jardins do príncipe Eugênio; o Schönbrunn – residência de verão da família imperial; e o Prater – antiga propriedade de caça dos Habsburgos que atualmente é o maior parque da cidade.
   A vida musical da cidade de Wien foi, e continua sendo de importância internacional. Historicamente é influenciada, principalmente, por compositores como Mozart, Beethoven, a família Strauss, Mahler e Schoenberg. A valsa vienense foi e é sucesso mundial. Hoje, os principais intérpretes conhecidos são a Wiener Philharmoniker (Filarmônica de Viena), a Wiener Symphoniker (Orquestra Sinfônica de Viena), o conjunto estatal da Ópera de Viena e o Musicus Concentus Wien. Claro que as outras artes não ficam de fora, mas a música erudita é sem dúvida aquela que mais remete à cidade.
Belvedere
fonte:
 www.panoramio.com/photo/17220423 


Especificamente sobre os atrativos falo quando voltarmos de viagem, porque daí vou focar nos que a gente conheceu né?!

Fontes: WienWikipédia; Guia visual Folha de S. Paul: EUROPA; Guia National Geographic Deutschland: Wien

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Curso de costura - parte VII

A aula de ontem não foi nada produtiva. O dia todo ontem não foi lá dos melhores... é sempre assim quando tenho meus dias de cólica, e daí ainda ter que sair de casa?! Definitivamente não é das coisas que eu gosto de fazer quando estou com dor. Mas não tinha lá muita opcao e fui pra aula mesmo assim. Peguei o trem no horário de sempre, e assim que fiz a troca na Hauptbahnhof algum doido resolveu passear pelos trilhos atrasando a saída de todos os trens (sabe aqueles dias né, em que você sabe que deveria ficar em casa mas ainda assim insiste?). Ficamos lá, parados uns 10 minutos, com o pessoal tentando resolver a "parada", porque quando a pessoa foi retirada dos trilhos ainda não tinha energia pro trem continuar a viagem (acredito que tenham desligado pra não acontecer um acidente e o doido morrer eletrocutado - se bem que se o cara tá nos trilhos algum interesse escuso ele deve ter né, mas enfim...). Prosseguimos viagem e na próxima estacao de novo ficamos uns 10 minutos parados por falta de energia... Me espantou a falta de escândalo por parte dos alemães, porque tem vezes que um ou outro resolve fazer aquela cena só porque o trem tá uns minutinhos atrasado... tudo bem, eu entendo, eu também odeio chegar atrasada nos meus compromissos, mas sei lá né, imprevistos acontecem de vez em quando... E assim foi que cheguei na aula, quase meia hora atrasada... sorte que ali cada um é atendido no seu ritmo e de acordo com as necessidades do modelo escolhido então não tive problema nenhum, sentei e continuei de onde tinha parado. Terminei de fechar a segunda perna e depois a professora só me mandou fazer uma costura zigzag pra evitar que o tecido desfiasse nas laterais... e foi isso que fiz a aula toda... tá certo que ela explicou pra todo mundo como é que se coloca o zíper, mas eu achei a minha parte meio inútil hoje, podia mesmo ter ficado em casa... Mas enfim, faz parte né... quem sabe semana que vem eu não tenha coisas um pouco mais úteis pra fazer, como por exemplo testar na prática o negócio de colocar o zíper na minha calca nova...

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Curso de costura - parte VI

A aula de última quinta foi uma das mais proveitosas desde o início do curso... Foi nessa aula que deu pra ter pela primeira vez idéia do que vai sair daquilo tudo que estávamos fazendo até então! Continuei na máquina, aprendi a alfinetar todos os lados necessários e a mandar ver na máquina de costura. Costurei os dois lados de uma perna e um de outra. Parece bem pouca coisa se levar em conta que ficamos quase 3 horas na aula, mas o negócio de alfinetar é muito, muito chato de fazer... eu me espeto toda, e daí ainda dá aquela insegurança de não estar fazendo a coisa certa... só vou pra máquina quando recebo o OK da professora... ehhehe... Até agora tudo parece bem simples, estamos montando a calça... acho que a partir de agora vão começar os detalhes mais chatinhos, de fazer a calça servir de verdade num corpo. Mas acho que vai ser legal, e eu estou mais empolgada mesmo é com a possibilidade que se abre daqui pra frente de ter peças de roupa exclusivas, que só eu tenho, e ainda por cima, que eu mesma fiz!!! É uma sensação pra lá de gostosa!!!

uma perna da minha calça nova

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Dia de quitutes

    Vocês também tem aqueles dias que se empolgam na cozinha? Eu tenho meus dias tanto de revolta e desânimo, quanto os de milhoes de idéias de coisas pra fazer e experimentar. Dias atrás foi meu dia de passar a manha toda na cozinha fazendo coisinhas... Estava há tempos querendo comer enroladinhos da salsichas, depois que dei uma passadinha nesse blog e vi essa receita... foi entao o dia de testá-la e me deliciar!! Fiz os ditos e enquanto ajeitava o almoco ainda resolvi fazer um bolo que também já estava querendo há um tempo, além de poder aproveitar ainda restos de nozes do natal...
enroladinhso prontos pra entrar no forno
depois que sairam de lá
o almoco
o bolo

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Da privacidade

   Estávamos ontem assisitindo um filme super aconchegantemente quando toca a campainha. Sabíamos que eram os vizinhos que vieram buscar uma pacote que foi deixado aqui pelo correio já que nao os encontraram em casa na sexta-feira. O fimle já estava quase no fim, decidimos nao atender e levar o pacote lá mais tarde. Assim que terminou o filme decidimos ir tomar banho e a primeira coisa que pensei foi : "ah, mas os vizinhos vao saber que a gente tava em casa e não quis atender a porta" (sao os vizinhos de baixo, no predio a gente sempre ouve quando o apê de cima está usando o chuveiro). Mas daí o Lukas me disse que os alemães não pensam assim, que pra eles se alguém nao quer atender a porta porque está fazendo alguma outra coisa, ou mesmo porque não está afim, ele não vai fazer e nem vai se sentir culpado por isso, e nem as pessoas que foram "rejeitadas" vao se sentir mal por isso. E aí fiquei pensando que eu quero se mais assim... que é um saco ter que largar tudo que vc está fazendo pra atender o telefone ou a porta só porque a pessoa que está lá do outro lado vai ficar chateada ou pensar qualquer tipo de besteira.  
   Eu na realidade sempre achei um saco ter que estar disponível e sorridente sempre que alguém quer alguma coisa de mim... Às vezes deixava o telefone tocar até o fim só porque nao tava afim de atender e sempre me senti meio culpada por isso, especialmente porque normalmente depois vem a pergunta cretina da pessoa que ligou: "Porque nao antendeu o telefone?" Será que às vezes as pessoas nao podem simplesmente decidir se é um bom momento pra elas ... e vai que ela estava no banheiro?!! E como celular as coisas ficam ainda piores...
   Também sempre tive dificuldade com aquela visitinha inesperada, de pessoas que tocam a campainha da sua casa só porque estava passando ali por perto... Nao sou contra espontaneidade, mas nessas horas acho mais conveniente ligar antes de simplesmente aparecer de surpresa na casa das pessoas (pra isso sim o celular é útil). Sá uma ligadinha, e veja se a pessoa está realmente disponível pra te receber... é menos constrangedor dizer: "olha, no momento estou meio ocupada, pode ser outro dia?"  pelo telefone, do que quando a pessoa já está parada na sua porta louquinha pra entrar!

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Curso de costura - parte V

Na aula passada finalizamos a preparacao do tecido e iniciamos o corte e a costura. No começo eu ainda tive que terminar as últimas marcacoes no tecido e ainda copiar as linhas mestras pro outro lado e então pude cortar o tecido. Algumas técnicas de enfiar alfinetes  pra deixar a coisa bem certinha também foram aprendidas... A professora deu instrucoes sobre as máquinas de costura que a princípio achei mais complicadas que a minha, mas no fim peguei o jeito certo de passar a linha e encher a bobina. Deu aquele frio na barriga quando ela me mandou costurar a primeira prega - se é que é assim que se chama o que eu costurei em português. Sério, vai ficar difícil eu explicar coisas de costura pra não falantes de alemão, porque só sei os termos técnicos nessa língua... até tive que recorrer ao dicionário na hora de lembrar como é o nome de Spulen em português... Enfim, não costurei quase nada, só essa partezinha mesmo, a profe queria mais é que a gente experimentasse e sentisse o ritmo da máquina. Mas semana que vem as máquinas já estarão a todo vapor...
como estão as coisas

Aniversário em Wien (Viena)

Fim do mês é meu aniversário e eu já escolhi o destino da viagem: Wien na Áustria!! Já tenhos algumas coisas planejadas e outras nem tanto. As passagens estao compradas e o hotel reservado! Estou super empolgada e nao vejo a hora de entrar no trem!!
Alguém aí já foi pra Viena?!! Tem dicas pra dar?? Estou aceitando, antes de fechar o programa...

E pra inspirar deixo pra vocês o concerto de ano novo de 2012 da orquestra de Viena, que assisti na TV e que me emocionou horrores!! Vejam!! Vale muito a pena!! Mesmo!!!!


     

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Sopa de letrinhas VI

Moça I só quer que Dona S a trate como uma pessoa.
Que se tiver algum problema, venha e converse com Moça I.
Que não queira que o relacionamento delas seja de amigas íntimas.
E nem que Dona S diga mais uma vez que quer ser como uma mãe para Moça I.
Moça I quer ser tratada como adulta responsável, não como criança.
Se Dona S tem problemas com Moça I, que vá tirar satisfação com Moça I e não com qualquer outra pessoa!

Sopa de letrinhas V

Moça I não tem nada contra Dona S.
Mas se ao menos Dona S parasse de se esforçar tanto pra ser amiga de Moça I...
Moça I é quieta sim, não sabe agir diferente.
Moça I não quer deixar de ser Moça I e ficar igual ao que Dona S espera.
Moça I quer ter seu próprio espaço e opinião.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Auf der Alster/Caminhando sobre o lago congelado

Comentei no último post como as coisas estavam geladas por aqui. E não lembro se também cheguei a comentar que vi umas pessoas doidas andando em cima do lago?! Pois então, assim que cheguei em casa e fui toda feliz e contente ver as atualizações no facebook, descobri que a partir de então estava liberado andar em cima do lago, por própria conta e risco, mas né, quer notícia mais legal que essa?!! Nós, turistas que somos fomos até lá na quarta-feira de manha conferir e sentir frio na barriga nos primeiros passos em cima do lago congeladinho!! Não foi a primeira vez que vivi essa aventura. Na minha primeira visita à Alemanha, em 96/97 com minha família, já tinha tido a experiência. Confiram a foto:
aí estamos papi, Thomas, Claus e eu em algum lugar perto de Frankfurt
Diz aí se minha cara não está ótima?! Claro que aí tinha bem mais neve, então não dava muito aquela sensacao de "ai meu deus e se quebra", mas lembro de também ter estado nervosa nos primeiros passos... Mas garanto gente, é muuuuito legal!! Nessas horas queria ter um patins de gelo (não, ainda não sei usar, mas deve ser parecido com os de rodinhas, ou?). 
eu em cima do Alster
tinha gente até com bicicleta
nós dois
Só sei que nós não somos os únicos entusiasmados com a aventura. Tem notícia no jornal o tempo todo, com direito a programacao especial nesse fim de semana. É meio que uma tradicao aqui fazer umas feira no lago, quando ele congela. Das últimas vezes a feira foi feita em cima do lago, mas esse ano as barraquinhas de comida vão ficar nas margens mesmo, pra evitar que o lixo fique dentro do lago depois que ele se descongelar!! Pelo que li no dia que fomos a cobertura de gelo media 21cm.
Lukas fazendo arte
até o sol apareceu pra animar a festa
Quem quiser acompanhar mais de perto, e ver mais fotos espetaculares, clique aqui e aqui.

Sopa de letrinhas IV

Dona S quer que  Moça I a trate como mãe.
Quer que a beije toda manhã prá dizer bom dia.
Quer que a abrace toda vez que chega ou sai da casa de Dona S.
Moça I não quer fazer essas coisas.
Moça I tem sua própria mãe.
Moça I não gosta de contato físico com pessoas.
Moça I acha que esse tipo de contato não significa amar mais ou menos uma pessoa.
Moça I demonstra carinho de formas diferentes.
Só uma pessoa pode abraçar e beijar Moça I.
Dona S não é e nunca vai ser mãe de Moça I.
Moça I só quer que Dona S se aceite no papel de Dona S na vida de Moça I, e a deixe viver a vida em paz.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Sopa de letrinhas III

Porque é que Dona S insiste em ter Moça I nas redes socias?!
É perseguiçao isso né?!
Já não bastaram as inúmeras reclamacoes das coisas que Moça I compartilha lá?!
Agora as fotos Dona S quer ver?!
Mas deixar Moça I compartilhar o que ela quer, do jeito que ela pensa não pode?!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Em dias gelados...

A coisa anda gelada por aqui.
Quem acompanha as noticias deve estar lendo/vendo/ouvindo que muitas pessoas já morreram de frio pela Europa afora devido à onda de frio que está fazendo por essas bandas. Muita gente fica preocupada, se a gente está se vestindo bem, se não estamos congelando como se a gente ainda fosse criança, além de ficarem abismadas em como é que a gente não passa frio e ainda fazem aquela cara de nojo: "ui, frio"... Entendam: eu AMO frio e inverno, e aqui é tudo aquecido!!! Você só passa frio se sair lá fora com roupa inadequada, como minha Oma sempre diz: "Wer friert ist entweder Dumm oder Arm" (Quem passa frio ou é burro ou é pobre).
Mas enfim, que dá preguiça de sair em dias assim, ahh isso dá, então passamos esse fim de semana em casa. Eu me empolguei fazendo um trilho pra colocar nos parapeitos das janelas... passeio o sábado todo costurando tiras de tecido, até a hora em que acabou minha linha e tivemos que sair pra comprar mais... Ainda não está pronto porque ainda nao decidi como terminar, quem sabe ainda essa semana eu me decida!
emendando tiras
Já estou cortando quadradinhos pra fazer o próximo, porque ainda tem mais uma janela... quero ter tudo pronto quando for colocar a decoração de primavera, que já está chegando (será?).


 Também penduramos a cortina que fiz esse dias pra esconder o nicho que tem na cozinha e que me irritava profundamente... agora está mais bonitinho, só fica mais difícil de se livrar do mofo que insiste em se criar alí, mas faz parte né... paninho com água sanitária e lá vamos nós...
aí a cortina
Ontem criei coragem e fui lá fora tirar fotos do Alster (o lago) e do Elbe (o rio) congelados. Com temperatura de -13°C me diverti tirando fotos e vendo alguns doidos passeando em cima do lago congelado (nesse momento eu ainda não sabia que já estava liberado pra andar em cima do Alster). E o que tinha de gente com suas máquinas em mãos tirando fotos!! É que é realmente coisa linda de se ver... eu acho!!!
Binnen- Alster

o außenAlster

sob a Kennedy-Brücke

um rebocador coberto de gelo

Elbe congeladinho

canal congelado na Speicherstadt

Eu tive a impressão de quase ter congelado minhas bochechas e testa, de tao frio que estava o vento... mas isso faz parte da aventura de se deliciar com o gelo!! Quem quiser mais notícias sobre o lago congelado, clique aqui.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Sopa de letrinhas II

Dona S quer que Moça I se comporte como S. 
Dona S tenta de todo jeito pular em cima de Moça I para que ela se curve mais e se pareça cada vez mais com S. 
Porque agora Moça I não pode mais ter identidade de I, tem que se ajustar à nova família e se comportar como os S se comportam. 
Moça I sofre com essa exigência. 
Moça I gosta da família I. 
Moça I não quer deixar de ser I prá ser S!! 
Moça I não entende porque Dona S quer que Moça I seja tão parecida com a família de Dona S!? 
É tão ruim assim o comportamento de Moça I?

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Curso de costura - parte IV

A última aula foi meio chatinha... Sofrio horrores pra conseguir espetar os alfinetes no tecido e nos moldes pra que tudo ficasse juntinho, sem escorregar... meus dedos estao todos furados, e tive até dois arranhoes mais fundos que até sangraram... nao sei se faltou paciência, ou se o tecido que escolhi é muito grosso, dificultando o passar os alfinetes... enfim... acabou que consegui deixar tudo bem seguro e já comecei a marcar a linha de costura e de corte com o giz (ou como é que chama aquele negócio de marcar o tecido me português? Nao sei!). O proximo passo será cortar!! Mas isso é só aula que vem, onde também aprenderemos a usar a máquina de costura. Vamos ver se até agora estou fazendo tudo certo... hehehhe...

Bom fim de semana pra vocês!!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Sopa de letrinhas

Dona S não quer ser Dona S.
Dona S quer ser amiga e mãe de Moça I.
Mas Moça I tem amigos e também mãe.
Dona S podia parar de tentar ser melhor amiga e mãe de Moça I.
Dona S podia aceitar que ela é Dona S.
Ela tem a escolha de ser uma Dona S legal!!
Não precisa seguir a fama a maioria das Donas S, que são rotuladas e não são legais!!
Dona S sempre será Dona S pra Moça I.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Curso de costura - parte III

   Gente, hoje vai sem foto mesmo porque as cólicas estão me matando por aqui então vai ser só uma atualizaçãozinha básica mesmo. Eu deveria aprontar as coisas pra aula de amanha, mas não estou afim não, cólicas me deixam sem vontade de fazer nada, meeesmo...
   Então, na última aula a professora conferiu nossos "desenhos", fez ajustes nos das pessoas em que isso era necessário e experimentou os moldes na gente. O meu estava certinho no corpo então fui liberada pra cortar o papel de seda!! O próximo passo foi uma explicação demorada sobre como reconhecer lado direito e avesso de tecido, como comprar, como colocar os moldes da melhor maneira possível, se usa o tecido aberto, ou dobrado, onde coloca o que, e assim por diante... O próximo passo será cortar o tecido, pra isso eu deveria passá-lo e posicionar os moldes, mas como já mencionei: cólicas...
   Essa semana foi a primeira vez que alguém me perguntou de onde eu vinha, até então (me parece) ninguém ainda tinha descoberto que não sou alemã de verdade... Foi a polonesa que me perguntou, nós conversamos um pouco também, ela já mora aqui há 13 anos, casada com um alemão (como sempre). Mas ela também é q única pessoa que conversa naquela turma, o resto é tudo quieto, assim como eu... se ela não tivesse puxado assunto eu também ainda tava na minha. E essa diferença com o Brasil é marcante, no Brasil a primeira coisa que o pessoal faz numa situação como essa é ir puxando papo com o pessoal, aproveitando cada oportunidade pra fazer novos contatos, nem que sejam só ali naquele momento, e que nunca mais vao se ver, mas aqui é cada um na sua e isso não é ruim... falei que meu sangue é alemão, e não nega, mesmo!