For my international friends

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Xô 2014!

Pra mim esse ano já deu o que tinha que dar!! Mudança a contra gosto, passar tempo demais morando na casa de outras pessoas, falta de privacidade e um cantinho próprio pra chamar de meu, e quase no fim ainda um dia no hospital poucos dias antes do natal. Mas já foi, passou, ano que vem começamos com o pé direito e tudo vai tomar seu rumo se Deus assim quiser.

E que 2015 seja cheio de ótimas surpresas pra todos nós!!

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Lebkuchen

   Lebkuchen (Pfeffer-, Gewürz-, oder Honigkuchen), conhecido como pão de mel no Brasil, é uma das mais tradicionais bolachas na época de advento e natal.

os que a gente normalmente compra
fonte: www.dailygreen.de/2010/11/28/stiftung-warente...
   Além de ter mel como seu ingrediente adocicado e especiarias orientais (principalmente cravo, canela e anis e em menor quantidade coentro, gengibre e noz-moscada) o Lebkuchen se caracteriza especialmente pelo fato de ser assado sem fermento. Ao invés disso usa-se amônia ou carbonato de postássio (ou ambos) como agentes de fermentação, o que confere à massa crua um sabor meio amargo. Muitas vezes são também incluidas na massa amêndoas, nozes, frutas cristalizadas e/ou chocolate. Farinha é um ingrediente que nem sempre é utilizado. Tal como acontece com produtos alimentícios existem muitas denominações diferentes para o Lebkuchen em toda Alemanha. Sobre a origem exata do termo Lebkuchen, não se chegou a uma conclusão unâmime. 
pintadinhos
fonte: recipes.howstuffworks.com/festive-lebkuchen
   A primeira evidência escrita de pequenas bolachas de mel com especiarias datam de 350 a.C., mas mesmo os antigos egípcios conheciam bolos feitos a base de mel, como sabemos a partir de escavações. Os romanos conheciam o panus mellitus: mel era espalhado por cima de um bolo e então assado com este. Ao contrário de hoje, o Lebkuchen não era comido somente na época de natal, mas também na páscoa e outras épocas.  Lebkuchen era um dos alimentos usados como pestico e eram servidos, por exemplo, como acompanhamento de cervejas fortes. O Lebkuchen como conhecemos na atualidade tem sua origem na cidade de Dinant na Bélgica, então adotado e modificado em Aachen e por fim assumido pelos mosteiros francos e mais uma vez modificado. Com o nome Pfefferkuchen é mencionado em 1296 na região de Ulm e no século XIV o nome Lebkuchen é usado na região de Nürnberg, onde o biscoito era produzido por monges. O Lebkuchen de Nürnberg tem sua origem num mosteiro das proximidades de Heilsbronn. Lebkuchen era popular devido à sua durabilidade, pois podiam ser armazenados por bastante tempo e eram consumidos pelos monges em tempos de comida escassa.
Nürnberger Lebkuchen
fonte: Wikipedia
   Como para a produção das bolachas eram necessárias especiarias raras e de países distantes, muitas cidades de grande importância mercantil da época tornaram-se tradicionais produtoras de Lebkuchen. Além de Nürnberg e Pulsnitz tem também tradição com o Lebkuchen: Augsburg, Ulm, Köln e Basel. Em München em 1370 já constava na lista de pagadores de impostos os "Lebzelter" , ou seja, os fazedores de Lebkuchen. Enquanto em München é costume cortar a massa com forminhas e decorar as bolachas com açucar colorido, em Nürnbeg a decoração dos bolos/bolachas é feita com  amêndoas e casca de limão. 

Herzlebkuchen - super famosos em München
fonte: www.makingthishome.com/.../13/baking-lebkuchen/
   Os Bildlebkuchen (algo como Lebkuchen com formas) existem desde o século XV e são cortados ou trabalhados em diferentes formatos. Existem as formas tradicionais, com motivos religiosos, mas com o tempo foram acrescentadas também formas mundanas. Um dos exemplos mais conhecidos para os falantes da lingua inglesa é o Gingerbread (não consegui descobrir se a receita é realmente a mesma, assim como o pao de mel no Brasil, acredito que as três variações são relativamente parecidas mas não se tratam da mesma coisa, alguém sabe com certeza??). 

Gingerbread
fonte: de.123rf.com/photo_3846653_lebkuchen-mann.html
   Com Lebkuchen também são construídas as Pfefferkuchenhäuschen (popularmente chamadas Knusperhäuschen), que são as casinhas de pão de mel, que remontam ao conto de fada de João e Maria (conhecem né??). 

Knusperhäuschen
fonte: www.lecker.de/weihnachten/bildergalerie-12618...

fonte: Wikipedia; Gocgus

____________

Eu ainda não fiz os meus, mas como escrevi no post anterior a massa já está na geladeira me esperando, quando eu fizer e estiverem prontos coloco umas fotos pra vocês. Quem quiser eu usei essa receita aqui. Bom apetite!!!!

##Publicado originalmente em 24 novembro 2011##

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Minha saia nova


Entre uma encomenda e outra, fui tendo idéias pra uma saia. Quando fui pra Curitiba da última vez encontrei retalhos de tecidos lindinhos. Como não daria pra fazer uma saia com cada lindeza, e depois de ver algumas inspirações no pinterest cheguei a conclusão que uma saia de babados seria o ideal. Enfim tive um tempinho pra costurar também algo pra mim, e eu pra variar adorei o resultado.


segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Das coisas com as quais ainda não me acostumei

Já se passaram mais de 8 meses desde a volta, mas por mais que eu tente ainda não consegui com acostumar com:

- ter que jogar garrafas de água (garrafas PET) no lixo!! Sem contar nas de vidro!!

- o cheiro de cloro na água da cidade grande. É só abrir o chuveiro e lá está, e pra tomar então?! Sem chances...

- chegar ao ponto de ônibus e não ter a relação dos ônibus que ali passam, nem horário, nem itinerário, nada, nada, dependendo exclusivamente da sorte e da boa vontade dos demais esperadores de ônibus.

- a doçura das coisas. Geeente como tudo aqui é doce, tenho que cuidar pra não fazer caretas quando estou na casa dos outros...

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Visite o mercado

Vocês já repararam em como a gente pode conhecer mais sobre uma cultura ou região visitando o mercado? Não só os hábitos alimentares estão lá representados, toda a cultura se encontra naquele mesmo lugar. E aqui falo não só de mercados públicos, aqueles nas ruas, mas também os mercados grandes, de rede, ou a vendinha da esquina num bairro qualquer.
feira de rua na Alemanha - outubro 2010
Reparem como as coisas estão organizadas de jeitos diferentes. Por exemplo, basicamente em todos os mercados que já fui aqui no Brasil as frutas e verduras estão onde? Nos fundos. Já na Alemanha quase sempre os encontrei bem na entrada. Isso diz muito sobre a alimentação e prioridades das pessoas na hora de fazer suas compras. Tem também o exemplo do meu irmão que foi pra Alemanha e tinha a encomenda de trazer Gelfix (um produto pra fazer geléia) pra minha Oma. Ele provavelmente não encontrou o negócio porque na lógica dele esse produto deveria estar com as coisas de confeitar, tanto que no lugar ele trouxe Tortenguss (um produto pra fazer "recheios" de tortas). No entanto, na lógica alemã o tal do Gelfix está junto com o açúcar, afinal é um tipo de açúcar para fazer geléias. Mais um exemplo que eu mesma vivi foi com o leite de coco. Aqui no Brasil o encontraríamos junto mais uma vez com as coisas de confeitar, perto de creme de leite, leite condensado e afins, mas na Alemanha não, ele está junto com as coisas asiáticas... E assim são tantas outras coisas que estão em lugares diferentes do que estariam na nossa terra natal, ou dispostos de formas diferentes.

Por isso, recomendo: SEMPRE que for visitar algum lugar diferente, seja um país ou mesmo uma cidade visite um mercado e descubra um pouquinho mais daquela cultura.

sábado, 6 de dezembro de 2014

Heute kommt der Nikolaus



Hoje é dia 06 de dezembro, dia do Nikolaus!!! Dia de receber doces nos sapatos!!



E pra manter meu esquema super informativo sobre questões natalinas aqui da Alemanha vou traduzir um texto que achei num site em inglês, porque não estou com muito pique pra pensar e criar um texto certinho hoje... além de uma dor chata no pescoço que não me deixar ficar muito tempo em frente ao pc, então vamos lá: O site é esse aqui, para os que quiserem ler em inglês.




Quem é Nikolaus?
Datei:Nikola from 1294.jpg
St. Nicholas
fonte: wikipedia
Todos os anos, no dia 06 de dezembro, os alemães lembram a morte de Nicholas de Myra (hoje região da Anatólia na Turquia), que morreu neste dia em 346. Ele era um bispo cristão grego, conhecido por milagres e por distribuir presentes às escondidas, e atualmente é o santo padroeiro das criancinhas, marinheiros, comerciantes e estudantes. Conhecido como Nicholas Taumaturgo por causa de seus milagres, também é identificado com o Papai Noel. Crenças e tradições sobre Nicholas provavelmente foram combinadas com a mitologia alemã, particularmente em relação a histórias sobre o barbudo deus pagão Odin, que também tinha uma barba e um saco para capturar crianças desobedientes.

Nikolaus é o mesmo que Papai Noel?
Apesar de terem roupas semelhantes, Nikolaus não deve ser confundido com o Papai Noel, que os alemães chamam de Weihnachtsmann, ou de Pai Natal. Eles são duas pessoas diferentes. De fato, muitas famílias religiosas tentam se concentrar mais no Nikolaus do início de dezembro para garantir que o Natal seja o que ele é na realidade: a celebração do nascimento de Jesus, e não presentes trazidos por um Papai Noel  de tradição consumista e americanizada.


Nikolaus
fonte:blog.medienecken.de/nikolaus/ 
Por que as crianças colocam seus sapatos para fora, na noite de 05 de dezembro? Será que ele não tem nenhum?
É claro que Nikolaus tem sapatos! O costume começou porque o histórico St. Nicholas tinha uma reputação de deixar presentes secretos, tais como moedas, nos sapatos das pessoas durante a noite. Crianças normalmente colocam suas botas, embora sapatos ou meias sejam suficientes para aqueles que não tem botas.
E as botas devem ser limpas primeiro?
Definitivamente. Botas sujas são inaceitáveis. Crianças limpam suas botas para mostrar que se comportaram bem. Mas elas costumam colocar apenas um pé pra fora de sua porta para que não pareçam muito gananciosas.

Uma bota limpa: Ok! O que acontece depois?
Segundo a lenda, o Nikolaus vem no meio da noite em um burro ou um cavalo e deixa pequenos mimos - como moedas, chocolate, laranjas e brinquedos - para as crianças boas.

O que crianças desobedientes ganham?
Isso depende de tradições familiares diferentes. Às vezes, o Nikolaus só deixa uma varinha na bota, destinada a palmadas, para mostrar que a criança não merece nenhum tipo de agrado. Em outras famílias, um homem disfarçado de Nikolaus vai visitar a família ou a escola a criança, sozinho ou acompanhado do seu alter-ego sinistro chamado Knecht Ruprecht, e questiona a criança sobre o seu comportamento.

Nikolaus e Knecht Ruprecht
fonte: 19thcenturyrhinelandlive.blogspot.com/2008/12... 

O que ele faz se as crianças admitem ser malcriadas?
Dependendo de como é a criação da criança, o Nikolaus vai dar uma advertência verbal aos pais ou até mesmo uma surra de mentirinha com uma vara.

Ei, ele é um santo não é? Santos não pode bater em crianças pequenas.
Bem, a vara é mais uma invenção, criada ao longo dos anos,dos pais que queriam ensinar uma lição a seus filhos.

Isso estraga um pouco a diversão, não é?
Certamente! Crianças muitas vezes tinham bastante medo de serem questionadas sobre seu comportamento, porque lhes era dito que o Nikolaus ia machucá-los com a sua vara ou mesmo colocá-los num saco e levá-las embora. Embora o costume esteja em declínio, nas regiões mais católicas, os pais ainda informam um padre local do comportamento desobediente de seus filhos. O sacerdote, então, faz uma visita pessoal vestindo o traje tradicional cristão e ameaça uma surra à criança.

Como se veste o Nikolaus?
Ele é normalmente retratado com uma longa barba branca, mitra de um bispo e um manto vermelho, e algumas vezes com um saco por cima do ombro e uma vara na mão.

Nikolaus volta na véspera de Natal, então?
Não. O Papai Noel, ou o Weihnachtsmann, é quem geralmente aparece nas casas alemãs - muitas vezes pessoalmente - na tarde da véspera de Natal.


Tem um pouquinho da história do Nicholas de Mitra aqui em português, pra quem lê outra lingua recomendo a versão alemã ou em inglês. Claro que cada país tem a sua relação com o Nikolaus, especialmente porque se trata também de um santo, nos países mais católicos a coisa é meio diferente, mas leiam ali os links que sugeri e vão descobrir algumas dessas diferenças.


Espero que tenham gostado e que tenham um ótimo dia de Nikolaus!!! A gente tem alguns docinhos esperando pela gente...
esse foi nosso Nikolaus hoje

##Publicado originalmente em 06 de dezembro de 2011##

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Adventskalender

Hoje é o primeiro dia de dezembro, também é dia de abrir a primeira portinha!! Nao sabe do que estou falando?? Entao senta que lá vem historinha:


   Um Adventskalender (calendário de Advento) é, desde o século XIX, parte da tradição cristã no período do Advento. O calendário pode ser encontrado em diversos formatos mas de modo geral mostra os dias restantes até o Natal, ou a contagem regressiva até este.
Adventskalender - pra mim o mais tradicional - eu tive esse!
fonte:  https://herrsidwell.wordpress.com/2011/12/02/adventskalender-online/
   Adventskalender são de cunho religioso ou secular. Os calendários religiosos, em sua maioria, incluem todo o período do Advento cristão, a partir do primeiro domingo de Advento até o natal, já o calendário secular inicia-se comumente no dia 1 de dezembro e termina no dia 24 de dezembro na véspera do natal.
   De origem alemã luterana, a tradição espalha-se atualmente mundo afora em países cristãos enquanto estes se preparam para festejar o aniversário de Jesus Cristo. No entanto se observa um aumento geral de comercialização de calendários de advento também em países não-cristãos.
de madeira
fonte: www.partystrolche.deweihnachten-adventskalen
   Nos países de língua alemã são especialmente as crianças que possuem um calendário de advento. No entanto, existem alguns que são criados também para adultos. Especialmente comercializados são os calendários decorados com motivos natalinos, onde se podem abrir pequenas portas, atrás das quais há fotos, provérbios, doces ou outras surpresas. Também são bastante comuns calendários criados pelas próprias pessoas que vão utilizá-los, mas o princípio é o mesmo. O Adventskalender tem como objetivo encurtar o tempo de espera até o natal e aumentar a emoção da data.

de tecido com bolsos pra colocar coisinhas
fonte:http://www.geschenkwichtel.de/adventskalender-schneefreunde-606.html
   Primeiramente o Adventskalender era um útil instrumento de contagem de tempo. As origens reais remontam ao século XIX, o primeiro calendário data provavelmente do ano 1851. As primeiras formas desse calendário são de origem protestante. As famílias religiosas penduravam 24 figuras nas paredes ao longo dos dias. A versão mais simples consistia em 24 traços feitos em giz nas paredes ou portas, os quais as crianças podiam apagar diariamente (1 por dia, entenda-se). Ou então eram colocadas palhas numa manjedoura, uma para cada dia até a véspera de natal. Outras formas foram um relógio de natal ou uma vela de Advento, que ia sendo queimada todos os dias até o próximo marcador. Esta variação foi particularmente difundida na época do nacional-socialismo como uma forma de substituição ao calendário comum. A queima de velas remete à tradições escandinavas.
uma versão com velas - gostei bastante desse
fonte: www.tchibo.de/Teelicht-Adventskalender
   Em 1902 foi publicado pela livraria evangélica de Hamburg o primeiro calendário impresso em forma de relógio de natal para crianças. Em 1903 o editor Gerhard Lang de München apresentou um calendário impresso com o título “Im Lande des Christkind auf dem Markt”. Consistia numa folha com 24 imagens para recortar e uma folha com 24 espaços para colar, e todo dia do advento as crianças podiam recortar e colar as figuras. Em 1904 o jornal Stuttgarter Neuen Tagblatt resolveu dar um calendário de brinde para quem comprasse o jornal. Depois de 1920, espalhou-se o calendário cujas janelas podiam ser abertas. Por detrás de cada janela, podia-se ver uma figura. Até a década de 1930 era reconhecidamente do estabelecimento litográfico Reichhlod & Lang em München a reputação de obra mais rica e criativa quando se tratava de Adventskalender. Lang chegou à ideia, pois quando criança sua mãe costumava costurar 24 bolachas num painel e a partir do dia 1 de dezembro ele podia tirar uma e comer.
de botinhas
fonte: www.kaufroboter.de
   A tradição deste tipo de calendário atualmente se deve em especial a um pastor evangélico. Ele seguiu a ideia de Lang e escondeu atrás das 24 portinhas figuras de personagens de histórias bíblicas. O adventskalender foi se tornar popular na década de 1950, quando se tornou um produto de massa e oferecido a preços módicos. As cenas eras em sua maioria de cidadezinhas românticas com neve. Por trás da janela de número 24, a maior de todas normalmente se esconde uma cena com presépio. A partir de 1958 apareceram os primeiras recheados com chocolates. Bastante significativos se tornaram também os calendários pintados à mão, como por exemplo os Leipziger Adventskalender.

Adventskalender desenhado numa fachada de loja em Lepzig
fonte: www.kwr-rathenow.de/ejournal/?p=322 
   Atualmente existem diversas formas de Adventskalender, que podem ser comprados prontos, ou mesmo feitos em casa, ou ainda podem ser encontrados on-line, basta escolher a forma que mais lhe agrada. 
fonte: wikipedia
-------------

Nós em casa também tínhamos a tradição do usar o adventskalender... tínhamos de dois tipos: o de abrir as portinhas em papel que com o tempo foram se rasgando de tanto usar (o que aqui nao deve acontecer porque acredito que os alemães comprem um novo todos os anos, ainda mais com as inúmeras opções tentadoras) e o de pendurar coisinhas, esse era o mais interessante porque nem sempre tinham coisas penduradas quando a gente acordava de manhã, tudo dependia do nosso comportamente no dia anterior... se não tivéssemos nos comprtados nao tinha doce pendurado... ótima maneira de fazer criancas se comprotarem nessa época do ano... hahahha... o pior era quando tinha bilhetinhos do Nikolars explicando o porque de nao ter nada pendurado, ou pior ainda os irmãos ganharem o doce e vc nao.. teeenso... mas é uma época que me lembro muito bem, acho que usamos o calendário até a gente sair de casa, com uns 16 anos... muito legal!!

mais um dos tradicionais
fonte: http://www.vvv-urbach.de/adventskalender.php

**Publicado originalmente em 01 de dezembro de 2011**