For my international friends

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Com que roupa...

Sou só eu ou mais alguém tem o costume de guardar roupas queridas para ocasiões especiais?! Eu tenho esse sério problema, as roupas das quais eu mais gosto, eu guardo e guardo e guardo, e uso só quando acho que a ocasião merece. No fim acabo tendo um monte de roupa legal no armário mas acabo usando quase sempre as mesmas coisas, nas mesmas combinacoes. E muitas vezes acontece de quase nunca usar o que eu realmente gosto de usar, ou quando vou pegar algo que eu goste a peca não me serve mais direito. Eu ainda fico pensando com antecipacao que roupa posso usar quando for tal dia em tal lugar, quem serão as pessoas que estarão lá, se elas valem aquela roupa legal que eu quero usar... Louca?! Quem sabe...?!!

Mas decidi que não dá mais pra ficar fazendo muito isso. Tenho tanta coisa legal no meu armário... Será que eu não mereço me vestir com o que eu me sinto bem em qualquer ocasião, mesmo que seja pra ficar em casa?! Decidi que vou usar com mais frequência minhas pecas queridinhas. Claro que ainda vou me vestir "feito mendigo"(alguém mais lembra dessa comunidade do finado orkut?) dentro de casa quando estiver afim. Dia desses fiz uma limpeza nas minhas coisas. Tinha tanta, já que além do que trouxe de volta da Alemanha ainda tinha um montão de coisas que tinham ficado por aqui (tirando as que minha mãe doou sem me consultar, e obviamente não foram as pecas mais feias e acabadas, foram as que eu mais queria ter de novo, mas enfim...). Doei duas caixas de roupas e ainda tem muita coisa acumulada, e das quais não consigo me desfazer mesmo duvidando que vá usar novamente. 

Resumindo, vou passar a usar mais as minhas roupas queridas, mesmo que elas estraguem, mesmo que manchem, mesmo que sei a o que mais eu tenha medo que aconteça... Vou me dar o direito de me sentir bem mesmo quando não for sair de casa, porque né faz bem mais sentido do que deixar tudo  mofando dentro de uma armário!!

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Que falta que faz


De vez em quando eu sento em frente ao computador pra mostrar fotos pro Leopold. Mas aí volta e meia me bate muita saudade de Hamburg. Eu nem achava a cidade muito bonita, gosto mais das cidadezinhas menores, mais charmosinhas. Mas agora não tem como negar que Hamburg é uma cidade linda, não só por nos ter acolhido por 3 anos e meio. Tudo la me faz falta, especialmente poder sair pra fotografar. A luz que faz naquele hemisfério é tao diferente. Em especial na primavera e no verão. Simplesmente adorava sair sem rumo com máquina a postos pra registrar as belezas da rua, das árvores, das paisagens, dos prédios. Como não sentir falta de um lugar assim tao carregado de história, de emoção, de sentimento. Claro, tinha seus dias cinzas, seus intermináveis dias de chuva, mas até disso sinto falta, ate isso me fazia sair de casa e fotografar.




quinta-feira, 14 de maio de 2015

Receita rapida pra dias corridos

Naqueles dias em que o ato de cozinhar se torna uma grande incógnita e a geladeira anda meio vazia ando recorrendo a uma receita meio inventada que surtiu um efeito super positivo por aqui. Não sou fã de atum quente, mas essa receitinha é bem rápida e muito fácil de fazer. E como disse pra dias corridos uma mão na roda.

Refogue uma cebola e um tomate em azeite. Acrescente uma lata de atum, milho e duas colheres de requeijão. Junte algumas azeitonas e pronto esta seu molho pra acompanhar aquela massa que você já deixou no fogo antes de começar a picar os ingredientes do molho.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Abril 2015 em fotos

Quem me segue no Instagram já viu as fotos. Mas achei que seria um bom jeito de relembrar o meu mês de abril e colocar em dia as novidades.


Primeiro que o mês comecou já com a Páscoa né?! Eu tive uma certa dificuldade de me decidir como iria decorar a casa nessa época. Já que por aqui agora é outono e as decoracoes de Páscoa sao normalmente ligadas à primavera do hemisfério norte. Eu acabei juntando tudo numa coisa só, e ficou legal. Depois que a Páscoa passou foi só tirar os coelhos e afins. Mas é claro que vou precisar de algumas novidades pra decorar a casa quando chegar a primavera aqui no hemisfério sul. Mas até lá tem tempo.../ E obviamente delícias pascoais nao poderiam faltar nessa data querida. Eu simplemente amo comida de páscoa!! Dificilmente existem frutas secas incluídas... hahahahhah....


Comeco do mês ainda estávamos com mais da metade das nossas coisas em caixas. Ainda mais depois que meus pais trouxeram o que ainda nao tinha vindo do Mato Grosso do Sul. Entao foi hora de comecar a ajeitar as coisas por aqui. Nossos queridos quadrinhos de lembranca das nossas viagens pela Alemanha e Áustria agora estao na parede. / Seguindo a mesmo idéia, parte dos livros de lazer já tem lugares nas primeiras três prateleiras da sala. Mas ainda tem mais, muito mais....


Abril também foi o mês da leitura, nossa como eu li esse mês. Mas nem pensem que foram livros pesados e com muito conteúdo, nada disso, eu li é muitos livros (ou melhor dizendo, várias vezes os mesmos) de crianca. Leopold nao pode ver um livro dando sopa que vem correndo com ele na mao pedindo lesen! (ler), e a nao ser que esteja no meio de uma tarefa importante normalmente paro pra atender ao pedido, afinal é de pequeno que se aprende né?! // Até a madrinha entrou na danca quando veio nos visitar.



A próxima colcha de crochê está aumentando, aos poucos, mas aumentando... Acabo nao tendo muito tempo pra elas desde que comecei os trabalhos na máquina de costura, mas se tudo der certo quero terminar ainda antes de chegar o inverno!!


Também tivemos dia de saborear uma pizza e dar uso às nossas queridas velas. // Nao é sempre que o tempo por aqui é convidativo pra esse tipo de coisas... É que eu adooooro chuva!!


Com a lojinha Fadentriks online, as costuras estao a todo vapor. Ainda que o chapéu foi feito pro pequeno moco que já estava precisando de um novo. // E o trilho foi terminado e está a caminho da Alemanha pra embelezar uma novo lar.


Num domingo brincando com o menino no parquinho me veio a inspiracao. Subi e comecei a cortar o tecido que já estava desde a Alemanha nas minhas reservas.// Em 24 horas tinha uma saia novinha em folha!!


Também já tive tempo de costurar uma sapateira pra organizar a sapataiada que se forma na entrada da casa, já que aqui continuaremos a seguir a regra de tirar os sapatos para entrar em casa, mas como nas casas aqui nao existe aquele espaco mais especial pensado para que isso aconteca tive que improvisar. Vai ficar atrás da porta com os sapatos mais usados, como aqui nao se usa tanta bota e coisa grande vai ser suficiente. Os demais sapatos ficarao guardados num móvel que ainda nao foi comprado. // E finalmente um pouquinho de aconchego nessa cidade calorenta. Enfim temos temperaturas um pouco mais baixas, pra nossa alegria. Nada ainda de poder usar mangas compridas, mas pelo menos uma vela e um bom livro já dá pra aproveitar melhor.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Sinto falta do meu porao

Com essa montueira de caixas espalhadas pela casa devido a mudança fico me perguntando o que é que se faz com elas depois. A resposta eu obviamente sei, vai tudo pro lixo e se você fizer uma nova mudança em alguns meses vai ter que sair a cata de novas caixas. Aí me faz pensar na real utilidade de um porão ou sotao. E não estou falando só de casas não, na Alemanha quem mora em prédio também tem direito a um porão ou sotao pra guardar tralhas.  Sabe aquelas coisas bestas que a gente precisa guardar, mas não precisa usar sempre, tipo cadeira de praia (pra usar um exemplo tropical, hhehhe), ferramentas, bicicletas, caixas de seus eletrodomésticos pro caso de uma possível mudança e tantas coisas que a gente precisa guardar mas nunca sabe onde?!! Eu no começo achei bem estranho ter um lugar desses quando primeiro tive contato com tal, mas agora, que as coisas vão se acumulando pela casa, e a gente não sabe onde enfiar sinto a maior falta do meu porão (que no caso era um sótão)...