For my international friends

sábado, 18 de setembro de 2010

Primeira visita e passeio no Porto - semana de 09 à 16 de setembro - escrito dia 16/09

A semana foi cheia de programas que incluíram em sua maioria comprar coisas que estavam faltando em casa... e sempre falta mais alguma coisa... é tanto detalhe que a gente só percebe que faz falta quando precisa... Aos poucos mais alguns presentes foram chegando e assim aos poucos estamos organizando a casa.
No sábado fomos passear um pouco, desta vez por lazer mesmo, visitamos a região portuária da cidade:







um dos ônibus de turismo, e aqui eles tem cobertura
pros dias que chove, bem mais esperto...


É bastante interessante, diz que alaga por lá por essa época do ano, mas prá isso precisa chover, o que começou a acontecer quase todos os dias... mas aqui é assim, se vc conhece Curitiba e não gosta da variação louco que o tempo faz num dia,não venha prá cá nessa época do ano, pq é praticamente a mesma coisa, claro que a variação de temperatura não é tão  intensa, mas é tudo muito doido, uma hora está chovendo e nem 3 minutos depois tá o maior sol... muito louco!!!  Que me lembre só na terça-feira mesmo que choveu o dia todinho já que ficamos em casa também o dia todinho, assistindo filme... Também já cozinhamos coisas bem boas por aqui, dentre elas Bratwurst com chucrute e batata (alemão é assim), sorte minha que não sou nada fã de feijão com arroz, será que depois da temporada de 4 anos no terra da batata ainda vou pensar assim?!! Veremos!! Também já fizemos pão (2 vezes), já inauguramos a sanduicheira, e obviamente o microondas...
Na quarta chegou nossa geladeira, agora sim temos espaço prá guardar mais coisas, a geladeirinha tipo frigobar estava meio entulhada de comida, hoje então fizemos a limpeza dela e transferimos tudo que estava na geladeirinha e esta foi então ajudar pros vizinhos que estavam com o mesmo problema que nós. Hoje também o Claus veio nos visitar, ligou dizendo que tinha saído mais cedo do serviço e que tava vindo prá cá... a gente queria ter se encontrado no fim de semana, mas ele tinha que trabalhar. Ele aproveitou o trouxe uma mala nossa que estava desde o começo do ano em Frankfurt na casa da tia Chris com toalhas de banho e panos de prato que estavam fazendo a maior falta por aqui. O Lukas fez um bolo de chocolate e eu fiz waffles e nós jantamos isso... foi bem gostoso, pena que o Claus teve que ir embora, amanhã tem que trabalhar... e pra quem não sabe ele não mora tão pertinho daqui não, deve ser uns 200Km de distância, mas pra fugir do trabalho a gente faz essas coisas né?!! Hahhahahhha...
fazendo bolo prá esposa e prá visita
montando armário
fazendo bolo
primeira visita com waffles
Agora o Lukas está montando mais um armário prá cozinha que ele e o Claus foram comprar hoje, e tá precisando pq hj chegou a louça e não temos mais lugar prá guardá-las... hehhehhe... A máquina de lavar deve chegar no sábado, nós assim esperamos já que a pilha de roupa suja está gigantesca!!! E nos mais é assim a gente está se organizando por aqui!

Lua de Mel - Burg Reichenstein e Bingen (05 e 06 de setembro(

No nosso último dia na região do vale do Reno, obviamente não ficamos enfurnados no hotel, mais uma vez subimos o rio, primeiro prá ver um dos castelos que ontem já estavam fechados. Ele se chama Reichenstein -http://www.burg-reichenstein.de/ -  e também pudemos visitar seu interior, mas desta vez sem um guia. É bem grande e tem muitas cabeças de animais empalhadas, sabe aquelas que tem os chifres dos animais (o Opa Isenberg tinha algumas dessas, pros que lembram/conheceram), e quando eu digo muitas, são realmente muuuuuuitas, sério, era até meio assustador... em todas as paredes, de todos os andares. E tem gente que faz casamento num lugar desses, não que não seja legal casar num castelo, mas aquilo é meio macabro, todos aqueles bichos mortos... E por falar em casamento, deve ter tido 1 lá na noite anterior porque ainda havia restos de decoração por tudo, e uma decoração brega prá caramba, combinação  de cores nada a ver... mas enfim, o castelo é super bonito e as coisas dentro bem interessantes... tem até uma capela em anexo, muito chique!!!
Burg Reichenstein 
Burg Reichenstein
Burg Reichenstein - os bichinhos mortos que comentei
Burg Reichenstein
Burg Reichenstein
Burg Reichenstein
Burg Reichenstein
Depois de lá fomos passear em Bingen - http://de.wikipedia.org/wiki/Bingen_am_Rhein - uma cidade um pouco maior. Como de costume paramos o carro mais fora da cidade, só que desta vez o centro estava um pouco mais longe e não havia lá muita sinalização; Também demoramos um tempão procurando um PIT, depois de muito tempo caminhando e procurando encontramos um, mas relativamente longe do centro, onde eu particularmente acho que estes deveriam estar, ou no centro ou perto de algum atrativo mais importante ou então da estação de trem ou de outro local de chegada, mas enfim... E quando finalmente chegamos lá já estava fechado, isso às 13h30, e depois reclamam do Brasil... tá certo que era domingo, mas a cidade estava lotada por causa de um evento que estava tendo, as ruas hiper lotadas de gente e de barracas de comida e bebida (principalmente vinho). Nos viramos com um mapa meia-boca que encontramos num material de distribuição gratuita sobre os hotéis da cidade (pelo menos isso), e passeamos um pouquinho pela margem do rio, aproveitamos os belos jardins ainda floridos no final do verão. Seguimos então prá visitar o castelo que fica no meio da cidade (Burg Klopp - http://de.wikipedia.org/wiki/Burg_Klopp). Eu já estava morta, depois da subida então... decidimos ir voltando, ainda passeamos mais um tanto num parque também na beira do rio (Park am Mäuseturm), estava cheio de gente esticada na grama tomando sol, naquele calor, o Lukas e eu buscamos uma meia sombra, não sei como o povo aqui gosta tanto  de torrar no sol, depois tem câncer de pele e não sabe porquê!! Enfim voltamos, mas não antes de uma Bratwurst num quiosque qualquer. Chegamos ao hotel acabados, arrumamos as mochilas, tomamos banho e fomos dormir.
Bingen
Bingen
Bingen - Burg Klopp
Bingen - Burg Klopp
Bingen - Mäuseturm
Bingen - Mäuseturm
Na manhã seguinte acordamos cedo (7h), tomamos nosso último ( e maravilhoso) café da manhã no hotel e pegamos a estrada de volta prá casa. A viagem foi tranqüila, sem grandes engarrafamentos, pelo menos não do nosso lado, o pessoal do sentido contrário não teve tanta sorte, vimos cada engarrafamento gigantesco, sério, duvido que aquele povo tenha conseguido chegar ao destino ainda no mesmo dia. E aqui é assim, na Autobahn não tem como dar a volta, no Brasil ainda existe retorno, aqui não...
Chegamos em casa perto das 15h, descarregamos as coisas, descansamos um pouco, fomos devolver o carro e passeamos um pouco pela cidade prá eu ir me ambientando. É bastante coisa prá ver e entender, em especial com relação ao transporte, fiquei meio perdida nas direções e estações, mas tb é só o primeiro dia...  Fomos ao mercado abastecer-nos de comida já que em casa não tinha nada. Desempacotamos os presentes que chegaram durante o mês que o Lukas não esteve por aqui, o que foi bem gostoso e divertido, e divertido também é pensar onde colocar todas as coisas já que ainda não tem muito lugar, mas ajeitando cabe tudo bonitinho. Até já inauguramos a sanduicheira.
abrindo presentes

08 setembro - entrand na rtina

Hoje foi dia de faxina, pelo menos na parte da manhã... Tudo limpinho, fomos ao centro de Harburg (“bairro” onde a gente mora) passar no banco prá depositar $$  e tb comprar mais umas coisas que faltavam ( em especial coisas de higiene pessoal e limpeza), voltamos prá casa, esquentamos o resto do almoço de ontem e então fomos pro centro do Hamburg olhar geladeira e máquina de lavar roupas. É um saco olhar essas coisas, muitos detalhes...eu como mulher olho mais prá estética e funcionalidade do que pros detalhes técnicos, mas enfim, lá se vão mais de 2 horas de andanças e pesquisa de preço... Obviamente voltamos prá casa acabados, mas ainda deu vontade e fizemos waffles, errei a quantidade de açúcar,mas como alemão mistura doce e salgado tranquilamente, pq isso seria um problema prá nós,não é verdade??!!!

07 de setembro - organizando a vida

Feriado no Brasil e prá nós um dia cheio. De manhã, arrumamos mais algumas coisas, eu tentei organizar minhas roupas no armário, lavamos as coisas novas que precisavam ser lavadas e o Lukas se livrou da montueira de caixas de papelão e outros papéis que sobraram dos pacotes dos presentes. Depois do almoço fomos fazer minha carteirinha do transporte e depois bater perna no IKEA buscando coisas que nos faltavam em casa. Loja gigantesca,num sistema bem diferente que eu nunca tinha visto, mas bem legal e muuuuuuito grande, cansa muito olhar tudo... sei que saímos de lá com as cobertas e mais alguns outros badulaques (tapete de banheiro, tigela prá Müsli, talheres pro dia a dia, e ++++) e ainda assimnão vimos tudo e não lembramos de tudo que faltava, ainda teremos que voltar outro dia... Hiper cansados e carregados voltamos prá casa.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Lua de Mel - Bacharach e Burg Sooneck (escrito 04/09/2010)

No sábado decidimos visitar alguma coisa subindo o rio, ao contrário do que tínhamos feito até então. Mas não havia nenhum destino específico, paramos na primeira cidadezinha que nos pareceu interessante: Bacharach! -http://de.wikipedia.org/wiki/Bacharach -  Estacionamos mais prá fora da cidade e fomos andando pro centro em busca de um mapa. A cidade é bem bonita, e estava também bem movimentada, talvez por ser fim de semana, mas não garanto. Com um mapa em mãos seguimos as trilhas por cima do antigo muro da cidade em direção ao castelo Stahleck - http://de.wikipedia.org/wiki/Burg_Stahleck_(Bacharach) – atualmente um albergue da juventude, e mais uma vez uma bela vista do vale. Descemos o morro e fomos procurar um lugar prá almoçar, como é cidade turística, ainda mais num sábado, estava tudo meio cheio,e também meio caro, mais prá fora da cidade encontramos um que no agradou, era num terraço e as mesas ficavam dentro de um antigo carrossel, muito legal. Comemos Schnitzel  -http://de.wikipedia.org/wiki/Schnitzel – muito gostoso, e então fomos descansar à beira do rio aproveitando a paisagem e o sol, faltou só a manta prá jogar na grama e tirar um cochilo. Depois de uma tempo decidimos continuar o caminho e descobrir mais coisas interessantes adiante. Com a ajuda da tia do GPS chegamos ao castelo Sooneck - http://de.wikipedia.org/wiki/Burg_Sooneck - em Trechtingshausen. Tinha que pagar prá entrar e tivemos a sorte de chegar em tempo de uma visita guiada pelo interior do castelo, bem bonito por sinal. Como ainda tínhamos tempo depois de visitar este continuamos procurando mais castelos prá conhecer. Os 2 seguintes já estavam fechados por causa do horário, apesar de ainda ter sol até quase 8h da noite. Já que estava tudo fechado decidimos voltar pro hotel. Tomamos banho e saímos prá comer fora (pizza). Aqui elas são individuais, mas nós agora , depois de algumas refeições grandes demais, pedimos 1 só e dividimos e foi a melhor coisa, deu tranqüilo pros 2 ficarem satisfeitos.
com o mapa
Bacharach
Bacharach
Bacharach - vinhedos
Bacharach - vista
Bacharach - Burg Stahleck
Bacharach - Burg Stahleck
Bacharach - vista
Burg Sooneck
Burg Sooneck
Burg Sooneck
Burg Sooneck
Burg Sooneck
vista do Burg Sooneck

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Lua de Mel - Koblenz (escrito em 03/09/2010)

Hoje no café da manhã descobri que os ovos na Alemanha são carimbados. Nas outras duas vezes eu simplesmente quebrei o ovo cozido e comi normalmente, mas hoje eis que percebo uma linha meio rosada e descubro que são letras e números... o Lukas disse que é normal, eu achei muito estranho. Outra coisa do café da manhã de hoje é que tinha suco de uva branca, que é muuuuito bom, troquei o meu tradicional suco de maçã (que adoro!) pelo de uva hoje, e se amanhã tiver farei de novo. Os iogurtes aqui também são muito bons, eles realmente vem com pedaços de fruta dentro, não tem só aquele sabor artificial; o de pêra, que comi ontem, em especial é uma delícia!!!!
Lá pelo meio-dia rumamos a Koblenz - inglês: http://en.wikipedia.org/wiki/Koblenz, alemão: http://de.wikipedia.org/wiki/Koblenz - uma cidade maior do que as que visitamos até agora, mas também ainda às margens do Reno. Ela na verdade “abriga” a junção dos rios Mosel – inglês: http://en.wikipedia.org/wiki/Moselle_(river), alemão: http://de.wikipedia.org/wiki/Mosel -  e Reno. Abastecemos o carro e fomos prá lá. Dificuldade é dizer prá tiazinha do GPS o que a gente quer sem ter um endereço específico, mas o Lukas deu um jeito, acabamos não indo pela estrada mais lógica, mas chegamos. Realmente uma cidade grande, bem mais trânsito e bem mais pessoas. Foi um pouco complicado encontrar um posto de informações no meio daquelas ruazinhas estreitas e cheias de gente, mas enfim encontramos a prefeitura (onde em sua grande maioria se encontram os PIT´s). Com um mapa em mãos começamos a explorar a cidade; primeiro algumas igrejas num caminho que nos fizesse voltar ao carro prá comprar mais horas de estacionamento. Nos programamos para mais 2 horas de caminhada... fomos até o “Deutches Eck” – alemão: http://de.wikipedia.org/wiki/Deutsches_Eck, inglês: http://en.wikipedia.org/wiki/Deutsches_Eck - onde acontece o encontro dos rios que mencionei acima. Demos mais uma volta por lugares que achamos mais interessantes...
mapa em mãos
postes floridos
procurem uma tiazinha vestida com roupas de banho
tentando pular de cima do muro...
barco viking no rio Mosel
encontro dos rios - Deutsches Eck
Basilika St. Kastor
Josef-Görres-Pl. - esse monumento conta a
 história da cidade desde a fundação até
os dias de hoje, bem interessante
Vier türme
Chegamos um pouco antes do programado ao carro, acabados de tanto caminhar, mas valeu a pena. Mais uma vez a tiazinha do GPS quis nos mandar pelo caminho que não queríamos, mas demos uma enganada nela e conseguimos voltar pela estrada margeando o Reno, uma vista belíssima!! Chegando em Oberwesel passamos mais uma vez no mercado prá comprar a janta: pão, queijo, lingüiça, chá e chocolate, quer coisa melhor depois de um dia super cansativo?!!!

Lua de Mel - Oberwesel e St. Goar (escrito 02/09/2010)

Acordamos (dia 01 de setembro) relativamente cedo, já que o Lukas tinha que trocar o carro de lugar, uma vez que este ficou estacionado num lugar que poderia vir a ser multado a partir de certo horário. Mas como no dia anterior não havíamos encontrado nenhum outro no qual não precisasse pagar, ficou mais prá fora da cidade mesmo, o que aqui não é nada longe. Tomamos café da manhã no hotel, com direito a iogurte e ovo cozido, tudo uma delícia. Começamos então nossa exploração da cidade; primeiro fomos ao mercado nos abastecer, em especial de água prá agüentar a caminhada. Na volta passamos num posto de informações turísticas e munidos de um mapa seguimos pela trilha até o castelo da cidade (Schönburg - http://de.wikipedia.org/wiki/Sch%C3%B6nburg_(Rhein) – só encontro informações em alemão, nem inglês tem...). A subida não foi muito difícil, mas ainda assim cansativa, já que ainda estávamos cansados das viagens. A vista lá de cima é bastante bonita, da cidade e do vale, mas o castelo não tinha muita coisa, lá funciona um hotel e uma outra coisa que me pareceu algo tipo uma casa de retiros, ou prá estudantes, enfim, propriedade particular, visitar só o exterior...
o centro da cidade
a caminho do castelo
a vista lá de cima
Schönburg
Descemos o morro e fomos procurar um lugar prá almoçar, acabamos parando num “Döner”- agora em português: http://pt.wikipedia.org/wiki/D%C3%B6ner_kebab – prato gigantesco ainda que tenhamos pedido o menor deles. Constatamos durante esse almoço que a cidade tem muitas crianças e velhos, difícil encontrar pessoas da nossa idade... acho que só nós mesmo prá gostar de visitar cidades velhas!!! Passamos numa igreja, mas não entramos porque estava tendo alguma coisa; fizemos mais um caminho que margeia uma parte dos muros da cidade, olhamos por fora mais uma igreja e fomos até o outro lado da cidade e nos sentamos às margens do Reno -http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Reno - prá descansar e apreciar a paisagem até que começou a ficar frio. Voltamos ao hotel prá eu poder me esquentar um pouco, acabei cortando as unhas e tirando um cochilo de quase 1 hora... qdo acordamos já estava escuro e nós jantamos pão com queijo no quarto mesmo.
conferindo o mapa
antigo muro da cidade
Quinta (dia 02) de manhã dormimos até acordar, sem despertador, foi difícil levantar quando no horário brasileiro ainda são 3h da manhã, o corpo ainda não acostumou com o fuso horário... O café da manhã bom como sempre, nos arrumamos, pegamos o carro e rumamos à St. Goar - alemão: http://de.wikipedia.org/wiki/Sankt_Goar, inglês: http://en.wikipedia.org/wiki/Sankt_Goar - distante 6 Km daqui. É uma cidade do mesmo tamanho desta aqui onde estamos (aos perdidos: Oberwesel), mas bem mais turística. Tem lugar prá estacionar que não precisa pagar,lojinhas de badulaques, muitos hotéis e restaurantes e óbvio, turistas japoneses (vimos logo no começo do passeio uma excursão destes). Primeira coisa a se fazer quando se chega num lugar novo: procurar o posto de informações turísticas e conseguir um mapa, feito isso decidir o quê fazer! Optamos por primeiro ir ao castelo Rheinfels - http://de.wikipedia.org/wiki/Burg_Rheinfels - pega a trilha e sobe o morro... achei que seria como o outro, chega lá em cima, anda só no jardim interno e volta, mas não, este é realmente grande e muito legal de visitar. Paga prá entrar e visita as ruínas. Muito bonito! Os túneis escuros são assustadores mas nos divertimos bastante explorando tudo que podíamos. Passamos 1h30 lá dentro.




Já quase 2h da tarde descemos e fomos procurar um lugar prá almoçar, encontramos um com uma vista legal e comemos Kartoffelklöse (delícia). Passamos rapidamente por uma feira que estava acontecendo ali em frente e fomos então visitar o museu de bonecas e ursos de pelúcia! - http://www.deutsches-puppen-und-baerenmuseum.de/ - Muita coisa velha e legal, é uma casa de 3 andares lotada de brinquedos, parece que a dona restaura brinquedos, muito legal!! Procuramos mais coisas interessantes na cidade prá ver, fomos até 2 torres que haviam no centro, mas descobrimos que são casas de pessoas, imagina morar dentro de uma torre antiga, deve ser muito interessante!! Voltamos pro começo da cidade onde havíamos  deixado o carro e rumamos à Urbar porque sabíamos que lá existe um mirante para Loreley – pt: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lorelei, alemão:http://de.wikipedia.org/wiki/Loreley - bem pertinho e muito linda a vista, lugar super tranqüilo.
vista para Loreley
o lugarzinho
Voltamos prá Oberwesel perto das 17h, ainda caminhamos mais um pouco, já que mais uma vez deixamos o carro mais fora da cidade. Descobrimos mais outros lugares interessantes, inclusive um mercado bem mais perto do que o que fomos ontem, compramos chocolate e vinho prá sobremesa. Largamos as coisas no hotel e saímos prá procurar um lugar prá comer uma torta, já que eu estava querendo um doce desde o almoço. Aqui ao lado do hotel encontramos um café-sorveteria e eles tinham tortas, escolhi um Bienenstich -http://de.wikipedia.org/wiki/Bienenstich - (não tão bom quanto o da Oma, mas muito bom) e um cappuccino, o Lukas tomou um expresso e comeu um Apfelstrudel com molho de baunilha. O dono era italiano, conversamos um pouco com ele Tb. Depois de satisfeitos ainda caminhamos mais um pouco por cima dos muros da cidade, vantagens do verão europeu,escurece bem mais tarde, dá prá aproveitar bastante. No hotel mais uma vez pão com queijo no jantar!!! Huuuuuuummmmmmmm...