For my international friends

sábado, 3 de março de 2012

so feiern wir Geburtstag in Wien - erster Tag

   Nós embarcamos aqui em Hamburg no sábado à noite. Pegamos um trem noturno que nos levou até Wien. Foram 12 horas de viagem. O trem era relativamente confortável, estávamos numa cabine onde cabem 6 pessoas, e infelizmente estava lotada. A sorte é que reservamos 2 poltronas uma de frente pra outra, o que nos possibilitou esticar as pernas e ficar mais ou menos deitados. Estava um calor infernal dentro da cabine, ficamos a maior parte da viagem com a porta aberta porque o aquecimento não diminuía. As pessoas que viajaram conosco eram até simpáticas, tirando umas das moças que passou a viagem toda fazendo comentários em cada parada que o trem fazia. Dois dos nossos companheiros desceram antes de Wien, então pudemos dar uma descansada um pouco melhor depois que eles saíram. Só as duas senhoras que subiram em Hannover é que também foram até Wien. 
no trem
   Chegamos no horário, sem nenhum tipo de atraso, na Westbahnhof de Wien. Lá compramos o nosso Wien-card que dá direito a 72 horas de transporte público pela cidade e mais muitos descontos nas entradas de alguns atrativos e outros lugares de compras e restaurantes. Vale a pena, recomendo! Pegamos o Tram (Straßenbahn - bonde em português) e fomos deixar as malas no hotel. Nos perdemos um pouco no começo porque eu não tinha entendido direito como funcionava o nome das paradas então acabamos descendo antes do que deveríamos, mas no fim encontramos a rua e o hotel. Largamos as malas no quarto, por sorte tinha quarto vago então já pudemos fazer o check-in. Catamos as coisas mais necessárias pros passeios e saímos, pegamos o metrô rumo ao centro onde estão as maioria dos atrativos mais significativos. 
Lukas e o rio Wien perto do nosso hotel
Começamos pelo Hofburg, sede da antiga corte imperial, que é um complexo bem grande e bonito. O dia estava meio feio, então as fotos estão meio escuras mesmo tá. Entramos pelo Michaelerplatz (C), onde acredito ser a entrada principal do complexo. Logo ali na frente tem ruínas da época dos romanos e a fachada imponente do Hofburg. 
Datei:Hofburg Vienna plan.svg
vou usar esse esquema pra explicar onde estávamos tá,
facilita a minha vida e a de vocês
fonte: Wikipédia

Hofburg - Michaelerplatz
as ruínas
Assim que passamos pelo portal haviam muitas pessoas à esquerda esperando pra assistirem as apresentacoes com os cavalos na Spanische Hofreitschule (7), mas nós seguimos em frente e chegamos na parte interna (A). 
vista para Amalienburg

Schweizertor
   Tiramos fotos e seguimos pro Schweizertrakt (1), onde visitamos a Schatzkammer (que fica no que é um museu onde estão expostas muitas jóias reais e de "gentes importantes" de variadas épocas. Esse foi o lugar obrigatório de visita do Lukas, sabe como é historiador, queria ver a coroa que o rei com o qual ele trabalhou, já teve na cabeça. Eu acho que nunca tinha visto tanto ouro e pedras preciosas juntos antes na vida. Achei super interessante e recomendo também, pra quem se interessa por essas coisas. 
a tal da coroa
Passeamos por cerca de 1 hora lá dentro. Olhando tudo que tínhamos direito e depois continuamos o passeio do lado de fora. Andamos pelo Heldenplatz, tiramos fotos da Neue Burg, dos jardins, do portão e demos uma passadinha rápida até o Maria-Theresien-Platz onde ficam o Naturhistorisches Museum e o Kunsthistorisches Museum. Esses dois prédios ficam de frente um pro outro e são iguais.
é bem típico fazer um passeio de charrete pela cidade
portão
Kunsthistorisches Musem
Neue Burg
Nessa altura descobri que tinha esquecido o mapa e todas as informação coletadas nos dias anteriores à viagem em algum lugar, que torcemos ferrenhamente para que tivesse sido no hotel mesmo e não no metrô ou algum outro lugar.Foi um baita susto, porque dá uma trabalheira danada juntar todas as informações e decidir o que vai ou não ser feito na viagem... ( no fim do dia descobrimos que as coisas estavam mesmo no hotel, ufa!) Continuamos nosso passeio, rumamos até a Rathaus e no caminho vimos o Burgtheater. Em frente à Rathaus está montada uma pista de patinação então não se assustem quando vierem a foto. 
Rathaus
Burgtheater
De lá seguimos pruma igreja ali perto, a Votivkirche, que parecia estar fechada, mas estava aberta, entramos pra dar uma olhadinha e quando saímos começou a chover!! 
Votivkirche
Deu pra ver nas fotos né, que o dia não estava muito convidativo. Choveu um pouco de gelo, e com muuito vento, o que aliás nos acompanhou na viagem toda... como venta nessa cidade, sério, e eu reclamava de Hamburg... Fizemos uma pausa pra almoçar na esperança de passar a chuva, oque não aconteceu... ainda assim andamos mais um pouco, passamos pela Freyung, entramos na igreja da Schottenstift, e em mais 2 no caminho pro Stephansdom (a catedral).
Freyung

Schottenstift 

lá ao fundo a Stephansdom
Nós entramos na Stephansdom, mas não tiramos fotos. Eu na realidade não gosto de tirar fotos dentro de igrejas, sei lá, é uma coisa pessoal minha, se vocês virem algumas por aqui foram tiradas pelo Lukas. A essa altura eu já estava podre de cansada (visto ter passado a noite num trem, sem conseguir dormir direito) e também aquela chuva com vento me deixou extremamente irritada. Decidimos ir pro hotel descansar um pouquinho e resolver depois o que fazer. Tiramos um cochilo básico e sorte nossa que o Lukas colocou o despertador pra dali meia hora, pois quando este tocou estava o maior sol lá fora (tempo mais que doido!) Ficamos na dúvida do que fazer, acabamos decidindo aproveitar o sol e ir até o palácio Schönbrunn tirar fotos, já que a visita ao museu de lá estava prevista pra terça-feira, dia em que estava previsto chuva o dia todo. E fotos com sol são bem mais bonitas né?!
Schönbrunn
Schönbrunn
Schönbrunn
Gloriette
Foi um passeio bem gostoso, num lugar super bonito. Ali ao lado tem ainda o zoológico mais antigo do mundo ainda em atividade. Não fomos nele, mas dava pra ouvir o leão rugindo, foi bem engraçado. Como o sol faz diferença nas fotos né?!!
De lá decidimos ainda ir até o Prater, onde fica a famosa roda-gigante, já que ela fica iluminada durante a noite e já estava quase escuro quando saímos do Schönbrunn. Descobrimos que a roda gigante não fica isolada num parque cheio de árvores, mas que na verdade ali é um parque de diversões permanente. Assim como a gente tem aqui em Hamburg o DOM, 3 vezes por ano, eles lá tem brinquedos estilo parque de diversão o ano inteiro, todos os anos, desde que abriram o parque. Achei isso super legal. Claro que o parque tamb\em tem suas áreas verdes e tal, mas eu achei a idéia dos brinquedos também super legal!!
Riesenrad
no Prater - aqui começou a chover de novo
Riesenrad
no Prater
Depois disso ainda voltamos ao centro pra procurar algum lugar pra comer e pudemos ver a Stephansdom assim:
Stephansdom iluminada
Legal né? Essa igreja é realmente muito bonita!! Ao longo do relato do dias seguintes ela ainda vai aparecer mais vezes... aguardem cenas dos próximos capítulos... ehhehhe (senão os posts ficam muito grandes)

PS. as fotos parecem meio borradas no corpo do blog, mas elas no estão!! Clicar em cima delas pra ver maior ajuda contornar o "erro", ou sei lá o que aconteceu... ehheheh

2 comentários:

  1. Resgatado do Disqus:

    - oi... que passeio gostoso...é tão bommmm viajar né! achei bem legal a roda gigante no Prater... essa chuvinha nem parece ter atrapalhado nada... beijossssss - Ana Gaspar

    - opa, viajar é tudo de bom, eu adoro!!
    realmente a roda gigante é bem bonita, e assim à noite ficou ainda mais legal!! Olha essa chuvinha vou te contar viu, nao quero nem lembrar dela... hehehhe
    beijao - babisenberg


    - Realmente um lindo passeio. Eu tambem fico meio assim sem jeito de tirar fotos dentro das igrejas, porem acho lindas. - Rose

    - é o mesmo comigo... tem realmente umas maravilhosas... - babisenberg

    ResponderExcluir
  2. - Lindas as fotos Bárbara!!! - Carla

    - obrigada Carla - babisenberg

    ResponderExcluir

Conte-me o seu segredo...