For my international friends

sexta-feira, 22 de julho de 2016

De mudança, de novo

 E mais uma vez vamos nos mudar. Não que esta mudança não estivesse nos planos, na realidade nunca foi nossa intenção ficar por muito tempo em São Paulo. Mas algo me aflige mais uma vez, em mais uma mudança, além do fato de ter que encaixotar tudo e procurar lugar pra ficar e afins.
 Eu fiz bons amigos por aqui. Fui fazer um curso de patchwork e encontrei uma turma de gente bacana e talvez isso seja um motivo de tristeza para esta mudança. E aí me vêm à mente que na realidade eu estou sempre de mudança. Eu não me sinto muito parte de algum lugar específico. Sempre que as pessoas me perguntam de onde sou fico em dúvida do que responder. Será que sou paranaense porque foi lá que nasci? Será que sou sul matogrossense porque foi lá que me criei? Será que sou meio curitibana porque morei 10 anos na cidade? Será que sou alemã porque falo a língua e me identifico mais com a cultura? Eu nunca sei o que responder...
 E eu nunca sei onde estão os meus amigos. Eu tenho gente conhecida por tudo que é lugar, mas quem são realmente meus amigos. São aqueles que eu encontro de vez em quando, são aqueles que eu falo uma vez por semana pelo whatsapp ou e-mail? São aquelas moças lindas do curso de patchwork?
 Enfim, tá abandonado esse blog, mas achei que seria bom escrever um pouco de novo. Ainda tem tanta coisa que aconteceu desde que escrevi pela última vez... tem a viagem pra Alemanha, tem meus projetos novos... Mas desabafo escrevendo acho que sempre foi mais o meu forte por aqui. Nem sei se alguém ainda dá as caras por aqui, então

9 comentários:

  1. Olá Bárbara, depois de tanto se mudar, as raízes ficam expostas, no ar, mas as asas batem forte e a capacidade de se adaptar só aumenta.
    Tudo é mesmo transitório.
    Felicidades
    Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia!
      Obrigada pela mensagem. Realmente a gente cria asas, e isso é fantástico né?!
      Beijão

      Excluir
  2. Querida sentirei muito sua falta. Onde quer que seja seu lugar saiba que você tem uma amiga aqui no Ipiranga. <3 Beijo querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também vou sentir muita falta!! Obrigada pelo apoio de sempre. E enwuanto der eu apareço pra matar as saudades!
      Beijosss

      Excluir
  3. Euuuuu! Eu estou por aqui!!! o/
    E me identifico muito com o que você escreveu!
    Ser de todos lados e de lugar nenhum. Não pertencer a lugar nenhum, mas ter tantos lares no mundo.
    De certo modo, isso atrapalha um pouco nossa identificação com algum lugar, ou ter "raízes". Por outro lado, o horizonte é tão mais amplo!
    De uma "nômade" para outra, um grande abraço e a melhor das sortes na nova etapa. E que a mudança sea leve, porque essa parte, ohhh como é chatinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Êêê Mari, que bom ainda te encontrar por aqui, fico muito feliz!!
      Beijokas

      Excluir
  4. eu me sinto um pouco assim como você... näo me sinto parte de lugar nenhum, mas me sinto em casa em muitos lugares.
    boa sorte com a mudança! que te traga mais um novo mundo, com mais gente massa, com mais coisas boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana!!
      Acho que esse sentimento faz parte de qualquer pessoa que resolve morar em outro lugar né?!
      Obrigada pela força!
      Beijossss

      Excluir
  5. Cheguei! É isso mesmo, mas os amigos a gente vai fazendo e aqueles bons ficam pra sempre, com uns a gente tem mais contato, com outros nem tanto e tem aqueles que fizeram parte de uma época só e ficaram só na lembrança de velhos tempos. Não se aflija, é a vida. Mudando pra onde? Boa sorte, é a vida em movimento :) Bjs Ma (www.seguindoahistoria.blogspot.com)

    ResponderExcluir

Conte-me o seu segredo...