For my international friends

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

De mudança

Aí que já faz quase 9 meses que estamos no Brasil e ainda estávamos na casa dos meus pais. Daí que até que enfim algum lugar nos aceitou e até que enfim vamos prum lugar só nosso!! Viva!!

Mas aí começam os poréns. Não me entendam mal, estava até animada até agora a pouco, mas aí as coisas já começaram a degringolar. Aí que vamos pra São Paulo. Sim, São Paulo capital, a maior cidade do país (ainda é né, ninguém passou??). Eu, que sou pessoa do mato, que adoro uma tranquilidade, um silêncio, o contato com a natureza ao alcance das mãos. Mas já tinha me acostumado com a idéia (já sabemos desde o começo de dezembro). Estava pensando pelo lado positivo, especialmente focando na parte em que nós três, a família de verdade ia ficar de novo sozinha, em paz podendo tomar suas próprias decisões. E ainda o fato de que São Paulo é a fonte de produtos que preciso pra minha vida artesanal. Tava mega empolgada, fazendo alguns planos. Aí veio a busca por apartamento, que claro, não é fácil, mas encontramos alguns que seriam legais e tal. Discutimos, e consideramos, dormimos e decidi. Baseado especialmente no filhote, resolvemos que pagaríamos um pouco mais caro mas por um prédio que tinha um boa estrutura de lazer pro pequeno. Com parquinho, gramadinho, etc. E tava feliz. Comecei a fazer planos de como decorar o novo lar. Mas daí hoje vem a bomba, não aceitaram nossa proposta porque não temos fiador de São Paulo!! É sério isso?!! Veja bem, não estou reclamando muito da nossa segunda opçao, é até boa porque não precisaremos comprar muuuito móveis, ele está em partes mobiliado. Mas veja bem, eu tinha escolhido um apartamento que tinha uma cozinha americana (aquelas abertas pra sala) que eu odeio, porque odeio cheiro de comida pela casa toda, em favor de meu filho ter mais espaço pra brincar, pra correr pra não se esfolar, porque esse apê mobiliado é bacana e tal, mas tem um parquinho muito, mas muito precário: um escorregador num piso de concreto!! Pode isso gente?!! É sério mesmo que essa vai ser a opção de lazer do pequeno?! Depois de todo espaço que ele teve aqui?! E assim, não me entendam mal, nós vamos sair, sei que tem parques e tals, mas e a segurança? Será que eu é que sopu muito noiada? Ou mal acostumada com a opçao de lazer pública na Alemanha?! Sabe, tudo isso passa bna minha cabeça. Porque eu é que vou ter que sair com ele sozinha por lá, numa vizinhança que sei lá, sinceramente, me dá muito medo. Eu tenho medo de cidade grande gente, podem rir de mim, mas tenho. Tenho certo pavor até.

Enfim, sei que é tudo meio viajado da minha cabeça, que a gente vai dar conta de viver lá e tals, mas que essas coisas me preocupam, ahh isso sim. Queria tanto que por uma vez as coisas fossem mais do jeito que eu quero sabe. Sempre que começo a sonhar com alguma coisa de um jeito, vem um revés e tenho que ficar com a segunda opção. E cansa viu, cansa muito.

9 comentários:

  1. bárbara, eu acho que poucas coisas no mundo säo melhores que a casa da gente. só da gente. e se tiver que sacrificar uma coisa ou outra por isso... vale a pena. e no mais... se os contras forem ainda maiores que os prós, há sempre a possibilidade de mudar de novo...e de novo... e de novo... até achar o canto certo. ;)
    boa sorte com a casa/vida nova!

    ResponderExcluir
  2. Eu entendo pelo o que você está passando, Babi. Eu morria de medo de cidade grande e meu primeiro ano em BH foi de muito medo, mas também fui perdendo o medo. Aprendi a andar de ônibus, essas coisas, mas como não tinha filho e não tenho filho ainda, acredito que seu medo esteja num nível completamente diferente do que eu tive. Eu tinha medo em andar em BH à noite, mas de dia era de boas. Acho que com o tempo você vai "pegando as manhas" e vai percebendo quais lugares são mais seguros, daí espero que o seu medo vá diminuindo.

    beijocas

    ResponderExcluir
  3. Ai, Bárbara... Não sei nem o que dizer... Eu jamais conseguiria viver em uma cidade tão grande e caótica como São Paulo, mas a gente tem que trabalhar com o que tem, né? Acho que você está certa em ficar com o pé atrás quanto as opções de lazer gratuitos por lá, eu acho que esse negócio de ir brincar no parque tranquilamente não é muito a cara de Sampa, não... E que filha da putagem essa história de fiador, né? Um saco! Em Brasília também era um saco alugar apartamento, sempre pediam 2 fiadores e um deles tinha que ser dono de alguma propriedade na cidade, é mole?!

    Porém, a melhor qualidade que o ser humano tem é a adaptabilidade e eu tenho certeza de que vocês vão conseguir dar a melhor vida possivel para o seu pequeno! Essa ida para SP é temporária ou vocês estão pensando em realmente construir uma vida por lá?

    Seja como for, te desejo toda boa sorte do mundo!
    Beijos,
    Lidia.

    ResponderExcluir
  4. Oi Barbará td bem? Sou Aline, e estou procurando novos assuntos para ler e acabei parando por aqui! Moro em Embu das Artes , na verdade a 3 quarteirões estou em São Paulo - SP. E compreendo totalmente a sua preocupação, ultimamente as coisas não estão tão fáceis no quesito segurança, mais andei viajando pra Minas ( Três Corações) e descobri que infelizmente as coisas não estão tão diferentes daqui de São Paulo. O que acredito mesmo é que só Deus pode nos guardar , assim como ele irá te ajudar a encontrar um novo lar para sua família em breve =D.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bárbara! Eu também me chamo Bárbara e sempre te vejo comentando em blogs que leio também - fiquei curiosa e vim dar uma espiada. Poxa, sinto muito por esse lance das casas em SP. Eu nasci e vivi 25 anos da minha vida lá e te digo: nos últimos eu tava arrancando os cabelos, louca pra ir embora. Vim pra Irlanda e não tenho vontade nenhuma de voltar. É difícil, mas hoje penso que vai muito de como você encara a coisa, porque se eu tivesse encarado tudo de outra forma, não teria me estressado tanto, sabe? Enfim, espero que dê tudo certo! Boa sorte!

    ResponderExcluir
  6. Eu sou do Rio, vc sabe, e também já me desacostumei do ritmo de lá, principalmente com as crianças nas férias. Opção de lazer no Brasil a céu aberto é sempre um problema de segurança. Mas pense positivo que tudo se ajeita. Boa sorte! Bj Ma (www.seguindoahistoria.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  7. Ola Barbara, que engracado, eu voltei ao Brasil em 2013 depois de 9 anos morando no exterior e em 2014 vim para a Europa. Sim, em termos de seguranca o Brasil deixa muito a desejar . Mas em toda situacao ha sempre um lado bom e ruim. Moro numa cidade pequena e tranquila na Austria, mas sinto falta da minha familia no Brasil, dos amigos, das celebracoes que acontecem la que eu nao posso estar presente tipo casamentos, batizados, aniversarios. bj
    our365adventures.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. ai meus deus, estou tentando me atualizar! não sabia que vc estava de volta no brasil, ainda mais SP.
    eu sou de SP, mas moro no Sul, se precisar de ideias do que fazer e de como se virar, pode me escrever que ajudo no que fo possivel.
    amanha volto para me atualziar aqui. haha

    beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehhe.. acontece Beth...as vezes tambem demoro pra me atualizar!! Fique a vontade!
      Pode deixar que se precisar de dicas eu me manifesto!
      beijao

      Excluir

Conte-me o seu segredo...