For my international friends

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Das coisas com as quais ainda não me acostumei

Já se passaram mais de 8 meses desde a volta, mas por mais que eu tente ainda não consegui com acostumar com:

- ter que jogar garrafas de água (garrafas PET) no lixo!! Sem contar nas de vidro!!

- o cheiro de cloro na água da cidade grande. É só abrir o chuveiro e lá está, e pra tomar então?! Sem chances...

- chegar ao ponto de ônibus e não ter a relação dos ônibus que ali passam, nem horário, nem itinerário, nada, nada, dependendo exclusivamente da sorte e da boa vontade dos demais esperadores de ônibus.

- a doçura das coisas. Geeente como tudo aqui é doce, tenho que cuidar pra não fazer caretas quando estou na casa dos outros...

4 comentários:

  1. Te entendo muito!!! Quando voltei pra terminar meus estudos, eu morria de raiva de ter que pegar ônibus. Em fortaleza é tudo uma baldeação, nunca se sabe quando eles passam. Ahhh eu tinha ódio dos pontos de bus sem abrigo. A pessoa fica lá exposta ao cancer de pele esperando por ônibus hahaha
    Quanto as garrafas é de fazer chorar...
    :(

    ResponderExcluir
  2. depois do meu primeiro ano na alemanha, uma das coisas que mais sentia falta era da fanta brasileira (era meu refrigerante favorito). voltei ao brasil, fui com sede ao pote... mas näo consegui tomar nem um gole. a alemanha "estragou" meu paladar

    ResponderExcluir
  3. Te entendo, eu tb não me acostumaria com muita coisa. Também acho tudo muito doce no Brasil! feliz Natal pra vc! Bj

    ResponderExcluir
  4. Nem passa pela minha cabeça voltar a morar no Brasil, mas eu e o Rafael sempre brincamos sobre isso quando estamos fazendo alguma coisa legal dizendo "Se eu voltasse para o Brasil hoje, não me acostumaria porque lá não tem isso". E é uma lista tão grande de coisas... Desde comidas vegetarianas que não achamos por aí, até coisas como reciclagem, passando por restaurantes indianos... Eu não aguentaria.

    P.S. Por favor, não me entenda mal, não tou criticando nem nada, hehehe! Mesmo porque cada um tem sua história e eu não conheço a sua, não sei por que você voltou para o Brasil e espero que você se readapte direitinho!! :)

    Beijos,
    Lidia.

    ResponderExcluir

Conte-me o seu segredo...