Pular para o conteúdo principal

Hamburg - Speicherstadt

A Speicherstadt é um complexo de antigos armazéns e que desde 1991 é um memorial na cidade de Hamburg. Obviamente a maioria das construções não funcionam mais como armazéns, mas suas fachadas foram preservadas e atualmente funcionam nesta parte da cidade uma grande quantidade de museus e espaços culturais.
07 jan 2011 - Zollmuseum
A Speicherstadt, localizada ao norte do porto de Hamburg, ocupa cerca de 26 hectares (incluindo os canais) das antigas ilhas Kehrwieder e Wandrahm, e tem comprimento de cerca de 1,5 Km e entre 150 a 250 metros de largura.
07 jan 2011
A construção de um distrito de armazéns se tornou necessária após um acordo de união aduaneira, feito em 1881 entre Hamburg e o Império Alemão, a fim de permitir a entrada de Hamburg na União Aduaneira Alemã. O início das construções se deu em 1883, e para tanto, as antigas moradias do século XVI das ilhas Kehrwieder e Wandrahm, foram destruídas.  Cerca de 20.000 pessoas foram deslocadas, algumas foram realocadas  em Barmbek e Hammerbrook (bairros recentes de classe trabalhadora), e outros construíram suas casas de verão ao longo do Alster e do Elbe. Durante a Segunda Guerra Mundial , cerca de metade dos prédios foi destruída por bombardeios dos Aliados.  A reconstrução pós-guerra, em grande parte fiel, foi concluída em1967.
07 jan 2011
Cada um dos armazéns de tijolo, de arquitetura neogótica, tem de um lado acesso à água (Fleet = canal) e do outro lado uma rua. Em geral eram armazenados facilmente: café, chá e especiarias. Em cinco andares, cada qual acessível por portas que dão acesso ao guindaste externo. Os armazéns, que eram muitas vezes sem aquecimento e com piso de madeira, mantinham relativamente uniformes as condições climáticas de armazenamento. A Speicherstadt está numa área que podem ser inundadas durante as enchentes do Elbe, fazendo com que o andar de baixo não seja adequado para a armazenagem e usada somente para arranjos de transporte.
07 jan 2011
Atualmente a Speicherstast ocupa uma área de 630.000 metros quadrados e oferece aos visitantes diversos museus, como o Speicherstadtmuseum (Museu da Speicherstadt), das Zollmuseum (Museu da Alfandega) e o Gewürzmuseum (Museu de Especiarias).
07 jan 2011
Visitem os sites dos museus, tem muita coisa interessante!!!
Museu de Speicherstadt: http://www.speicherstadtmuseum.de/
Museu Internacional Marítimo: http://www.internationales-maritimes-museum.de/
Museus de Especiarias: http://www.spicys.de/

Comentários

  1. Lukas
    Enviado em 05/03/2011 as 11:10
    eh um lugar legal
    a gente tem que ir la visitar os museus agora… hehehe
    faltou falar do internationales maritimes museum… 10 andares, e mais de 40000 objetos em exposicao… nos ainda temos de ir la
    hehehe

    bjos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…