Pular para o conteúdo principal

To cansada...

Não adianta, eu preciso desabafar... fazer de conta que nada está acontecendo, ou simplesmente ficar quieta, só vai me deixar pior do que a caca que já estou me sentindo... To de saco cheio de me sentir assim, de ter que dar explicações das coisas que eu penso, de ter que parecer boazinha porque as pessoas pensam que é assim que eu tenho que ser... quem me conhece bem sabe que eu não sou boazinha, que eu sei ser bem cruel quando eu quero, e que eu não faço por mal, é só o meio jeito de desabafar quando as coisas me incomodam, ou já me incomodaram por muito tempo... Já mudei muito, mas parece que quanto mais eu penso em não desagradar as pessoas mais elas acham coisas pra reclamar de mim. E o pior, é que não é nem pra mim que elas reclamam, acho que é isso que mais me deixa absurdamente despedaçada...To muito transtornada e triste, to querendo largar mão de tudo, de fugir prum lugar bem longe, onde ninguem me conhece e começar tudo de novo, dá pra nascer de novo?!! Deus?!! 
Porque é que todo mundo pode postar coisas como: "penso assim, penso assado e o resto que se dane" e a Babi não pode?!! Porque é que fulano e siclano podem ser revoltados da vida e a Babi não pode?!! É porque eu gosto de fazer artesanto? é porque eu gosto de cuidar da minha casa? é porque eu sou uma pessoa quieta e educada? é por isso?? e quem foi que disse que esse tipo de pessoa não pode também ter seus dias de revolta, de nao concordar com o mundo, de chutar o balde e de dizer exatamente o que pensa?? Custa tentar entender o meu ponto de vista? Custa prestar um pouco de atencao e perceber que eu recebi uma educao diferente da sua, que eu tambem tenho uma bagagem cultural anterior e que eu nao vou simplesmente deixar tudo isso pra tras so porque tem gentes novas pra eu lidar com... eu nao vou agir diferente com pessoas novas do que eu sempre agi com as pessoas antigas... sim, eu sou quietinha, eu nao gosto muito de ficar abracando pessoas (o maior choque possivel quando eu mudei pra Curitiba), eu preciso de muuuuito tempo pra me adaptar à mudancas, eu sempre fui uma pessoa que observa (pelo tempo que for necessario) antes de falar com pessoas que nao conheco... Faço do ditado : " porque a gente tem dois ouvidos e só uma boca pra ouvir mais do que falar" o meu lema de vida... e é assim que é na minha cabeça... muitos acham que isso é distanciamento, esnobice, mas não é, é simplesmente quem eu sou, e por favor respeitem isso!!!!!!!!!!!!! Quanto mais me precisonarem a ser quem eu não sou, mais eu vou me afastar, e me magoar e me sentir culpada, sim, porque eu me sinto culpada de tudo, se duvidar até do sol nao ter aparecido hoje... e essa culpa me consome, me corrói por dentro, acho que tudo que esta errado na vida dos outros é culpa minha... Eu não faço nada pra atingir ninguém, as coisas que eu escrevo são simplesmente para colocar as coisas pra fora, me expressar... talvez algumas palavras podem sair meio tortas, mas a intenção nao é essa, eu ainda to aprendendo, se vc nao entendeu algum coisa, vem falar comigo, nao fica colocando segundos e terceiros no meio, especialmente se sao pessoas que nunca conviveram comigo no dia a dia, pois só essas pessoas, e as da minha familia mais proxima, posso dizer que me conhecem melhor, e ainda não 100%, a fonte 100% segura de informaçoes sobre mim, sou eu mesma!!
A família dele realmente achou que como num passo de mágica depois do "sim!" eu ia virar outra pessoa?? Ia ser uma pessoa totalmente simpática e acessível, que ia contar todos os meus segredos mais íntimos pra eles?!! Sério gente, quem me conhece, sabe como eu sou... eu tenho o pé atrás com tudo e todos, e quanto mais me pressionarem a ser quem eu nao sou, mais de pé atrás eu vou ficar... Eu levo muito tempo mesmo pra me sentir a vontade com pessoas ou situacoes novas... e eu nunca vou ser uma pessoa de falar pelos cotovelos, especialmente sobre minha vida pessoal... eu nao divido meus problemas e angustias nem com a minha propria  mae, porque é que eu iria fazer isso com a sogra?? Nunca na casa deles eu falei absurdamente bastante, eu sempre fiquei no meu cantinho, como faco sempre, em todos os lugares, com todas as pessoas, só porque agora a gente tem o mesmo sobrenome  de uma hora pra outra eu  devo deixar de ser assim?!! Nao consigo entender... To muito p da cara com essa situacao...

Comentários

  1. Oi Babi! Quanto tempo não lia seu blog.. hehehe
    sobre esse texto, tenho que concordar contigo. Dar opiniões demais é uma grande falta de respeito. Ninguém ganha nada se intrometendo na vida dos outros, e mesmo assim o fazem.
    O jeito é tentar não se incomodar, mas é difícil ahushaushus

    beijos, até mais :D
    Jéssica

    ResponderExcluir
  2. pois é Jéssica,nao é nada fácil... mas a gente tenta né... melohor que ficar louca... hehhehehhe
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Babi...
    Concordo contigo. A gente nao precisa mudar por conta de relacionamentos (sejam eles amigos ou familia).
    Continue assim... e quer saber? Cara de paisagem, flor!!!
    Se precisar, as vezes, as pessoas precisam tambem ouvir umas verdades.
    Beijinhos pra ti...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…