Pular para o conteúdo principal

Casamento - parte 2 - decoração

Bom, então continuando os posts sobre o casamento.. pros que não sabem, eu que fiz a maior parte da decoração do nosso casamento. Primeiro porque eu sou totalmente contra qualquer coisa quie já seja pré concebida, não tem nada a ver comigo... Não é porque é casamento que tem que ser tudo igual, eu não suporto ser igual a ninguém, eu sou eu e pronto!! Por isso decidi que eu mesma ia fazer a decoração... desde o noivado, comecei a pensar como eu poderia fazer o meu casamento diferente daquelas coisas bregas que a gente vê por aí... Acho que já em setembro de 2009 eu decidi que ia usar fuxicos de tecido na decoração, provavelmente bastante influenciada pelo fato da Carla (Männich) ter me ensinado a fazê-los no PIT durante o meu estágio pouco tempo antes... E então começou a saga... desde lá fiz muitos fuxicos, perdi a conta de quantos, mas com certeza foram mais de 300 (só uns 120 foram nos convites). A vantagem é que eu tinha o que fazer no meu estágio e tb durante aos intervalos das aulas... sempre etsava com o meu saquinho de tecido e botões... Em janeiro falamos com a Tetê, amiga da mami que tem uma floricultura, prá organizar o resto da decoração, acabou ficando com ela só a parte da igreja e alguns detalhes do restaurante, mas a essência toda foi da minha cabeça, nada de muitas flores, aquele bando de informação... só os mosquitinhos... coisa delicada, que tem bem mais a ver comigo, e assim ficou... eu tb sou meio fascinada por velas, por mim tinha entrado na igreja só a luz de velas, mas como não podia, manerei nessa parte...No fim até o papi entrou na dança e ficou responsável por fazer os suportes das velas usadas no restaurante, já que ele não queria os de vidro. Eu particularmente achei 1000 vezes melhor com os suportes de madeira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! E assim foi, em agosto terminei de costurar os zilhões de fuxicos (não sem a ajuda da Carla - mais uma vez OBRIGADA!!!) e comecei a montar os arranjinhos que foram colocados nas mesas e ao memso tempo serviram como lembrancinha Foi uma trabalheira danada, mas valeu a pena!! Bem melhor um casamento com a minha cara do que com cara de qualquer outra pessoa... Abaixo algumas fotos e mais uma vez: QUEM TIVER FOTOS, ME MANDE POR FAVOR!!!!!!!!!!!!!!!!




















Comentários

  1. babisenberg
    Enviado em 04/12/2010 as 13:51 | Em resposta a Carla (Männich).
    Pode deixar que no seu casamento eu ajudo também, com toda certeza!!! E com muito prazer!!


    Carla (Männich)
    Enviado em 04/12/2010 as 13:31
    Demorei, mas tô aqui! Hehe
    Ficou tudo muito lindooo! E de nada pela ajuda, fiz só um pouquinho, e foi um prazer! Ficou tudo lindo e a sua cara!
    O dia que eu casar capaz de você já ter voltado… daí você me ajuda também!!!
    Beijosss!
    Saudades!! O Pit não é o mesmo sem você!!

    lukasgg
    Enviado em 08/11/2010 as 20:29
    obóvio que estava tudo lindo… tudo idéia e realização da noiva com sua magnífica e muito talentosa família… eu, chegando quase de pára-quedas, infelizmente não pude participar do processo, senão com pitacos…

    renate
    Enviado em 07/11/2010 as 15:03
    Para quem não sabe, os suportes das velas foram confeccionadas com madeira antiga, uma antiga viga da nossa casa, substituída na reforma da casa.
    Portanto, tem um valor sentimental e é simbólico tbém, pois nos remete à idéia de união, lar, infância, família e felicidade.

    renate
    Enviado em 07/11/2010 as 14:48
    Pois é, hoje me mordo de raiva, em primeiro lugar por ter esquecido o arranjo que peguei na igreja e segundo por não ter levado um dos arranjos do bufet, achei que por causa do transporte e viagem longa, e, um monte de tranqueiras(hehehehe)que sobraram da Babi, e que ainda deveriam caber no carro, não daria certo. E, no final da festa, um monte de coisas a ser resolvidas, como por exemplo, o que fazer com as trufas, os vinhos, os licores , o bolo que sobraram??? Sem falar no cansaço, pode não parecer, mas casar sua única filha e vê-la partir logo em seguida, não é uma das coisas mais fáceis de se aceitar, apesar de eu achar que iria tirar de letra, pois sou uma pessoa esclarecida, que sabe que os filhos são do mundo, afinal, li Gibram Kahlil Gibram, que diz mais ou menos isso:”…os filhos são de vós, nasceram de vós mas, não vos pertencem…”enfim, um monte de bobagens que na hora H não me valeram de nada…!!!!!!!
    Mas, voltando aos arranjos, salvei um de cada das mesinhas, um está em cima do piano e o outro no lavabo, o do lavabo, copiei a idéia da T. Lenchen que, por sinal, ficou uma gracinha!
    muitos beijos e abraços com saudades !

    Sabine
    Enviado em 06/11/2010 as 0:36
    Oi Babi
    Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuitas saudades de vocês! E como o nosso computador – seu antigo computador – só se entendeu com a gente agora, só agora vou conseguir contato mais próximo – instalei o skype ontem. Mas estou escrevendo no post prá contar que na casa dos meus pais, dos meus sogros e da Juliane os enfeites de casamento estão agora como enfeites de sala, incluindo os mosquitinhos – só que agora como flores secas… pena que acabei ficando sem nenhum prá mim, só o suporte da vela ficou prá contar história – tendo de vigiar a Clarice acabei não “reservando” nenhum antes e quando vi todos os enfeitinhos já tinham dono, hehe!
    beijinhos prá vcs dois, de nós quatro!

    babisenberg
    Enviado em 05/11/2010 as 18:49 | Em resposta a JULI.
    obrigada Juli! Pode deixar que será um prazer ajudar!!!!!! beijos com saudades!!

    JULI
    Enviado em 05/11/2010 as 17:25
    Amei tudo, ficou muito linda a sua decoração…
    Ainda bem que para o aniversário de 15 anos da Gi, vc já vai estar de volta… para me dar umas dicas .Bjos com muito carinho …

    ResponderExcluir
  2. OI Babi!
    Como é bom ter blog pra gnt relembrar coisas legais...
    Casamento e festa pra ser legal tem que ter a cara dos noivos, não da decoradora... hahaha Ficou td lindo, legal ver as fotos.
    Aii... vendo essas coisas me dá ainda mais vontade de fazer eu mesma as coisas pro casório... tomara que dê tempo!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom relembrar também da decoracao!! E concordo com você, o casamento tem que ter a cara dos noivos!! E olha, se precisar de ajuda, a partir de abril pode contar comigo! Sabe que eu adoro fazer essas coisas!!! beijos

      Excluir
    2. Opa, bom saber!
      Se precisar vou pedir mesmo... e é bom ouvir ideias de outra pessoas tb.. :) bj

      Excluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…