Pular para o conteúdo principal

Agosto 2015 em fotos

E mais um mês passou voando... Acho que devo escrever isso toda vez né?! Mas vocês também não concordam comigo?? Quando eu vejo já é fim do mês e tenho a sensação de não ter feito nada direito, ou nada do que eu tinha me planejado.


Arrumar a casa é uma constante. Acho que em qualquer lugar não é?! Por aqui resolvi mudar meus livros de culinária para dentro do armário, já que no balcão estavam tomando espaço e enchendo de poeira. Já os meus livros na lista de espera foram parar debaixo da cama, já que até que enfim temos uma e ela tem nichos. Todo espaço muito bem aproveitado! E claro umas plantinhas pra alegrar o ambiente. Transplantei as que vieram lá da casa da minha mãe no começo de abril e até agora estavam amontoadas dentro de somente três grandes potes!


Além de termos começado o desfralde, que vai muito bem obrigada, ainda consegui costurar um novo saco de dormir pro pequeno e um macacão!


Comida boa também não faltou por aqui. Aos domingos além dos tradicionais ovos cozidos agora ainda matamos as saudades de um dos meus chás preferidos da Alemanha: Roiboos mit Vanille! Mais que especiais meus domingos. Também ainda me aventurei a fazer pudim de semolina pra comer com morangos e uma pizza que ficou muito boa!!


Meus artesanatos andam a todo vapor. Este foi o mês de atender uma super encomenda de lembrancinhas para o aniversário de dois priminhos meus. Passei boa parte do mês costurando os estojinhos para lápis de cor. E ficaram uma graça. Também consegui costurar dois trilhos de mesa novos que já estão disponíveis na minha loja no elo7. E como mencionei no post do mês passado já comecei a produzir a linha de natal.


E claro algumas imagens de paisagem sempre aparecem durante o mês. As flores aqui do quintal do prédio estavam especialmente encantadoras este mês. A do cisne foi tirada em Hamburg!! (saudades imensas). No finzinho do mês ainda viajamos para Campos do Jordão pra comemorar 5 anos de casamento e os ipês rosa estavam especialmente lindos no domingo que passeamos pelo campus da USP.

---
Até mês que vem!!

Comentários

  1. Lindas fotos! Acho que é uma ótima maneira de relembrar os destaques do mês, já que realmente passam muito rápido (apesar de que acho que já era agosto havia uns três meses, rsrsrs).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mari! Estou gostando de fazer esses resgates a cada mês. Parece que ajuda a gente e lembrar das coisas boas que passamos!

      beijo

      Excluir
  2. Realmente, quando penso que em menos de quatro meses estaremos no Natal, até me assusto!!!
    Ah, eu tenho boas lembranças de Campos do Jordão... lugar lindo!! Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Campos do Jordao é realmente uma bela cidade. Gostei de conhecer. Logo, logo pinta um post aqui sobre a viagem, aí você mata um pouquinho as saudades!

      beijos

      Excluir
  3. quanta foto bonita, bárbara!
    elas podiam mesmo ocupar mais espaço na tela ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio e pela dica! Mês que vem vou procurar deixar as montagens maiores entao!

      beijos

      Excluir
  4. Adoro acompanhar seu dia a dia pelo Insta! Acredita que até hoje não comecei nada de natal?!!! Vou tentar tirar o atraso agora hehe

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Marcela!! Eu normalmente penso com carinho nas fotos que vou postar!
      Eu já fiz uns topos de quilts, mas ainda falta terminar... quem sabe esse mês...

      beijos

      Excluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…