Pular para o conteúdo principal

Weihnachts-Apfeltorte


 Já comentei em algum post que as receitas natalinas por aqui já estão sendo testadas não é mesmo?! Pelo menos se não falei pensei ter feito... Pois é bem isso que vocês leram, já comecei a preparar delícias natalinas!! Primeiro porque tenho DOIS livros de bolachinhas e afins relativos à ocasião e depois porque deixar pra fazer (e comer) tudo de uma vez só lá no fim do ano pode ser um stress só. E, aproveitando que aqui é época de maçãs e as encontramos extremamente baratas no mercado, resolvi testar um bolo em que elas são o ingrediente principal (ou fundamental). Eu não fiz a decoração toda que pede a receita, e ele foi aprovadíssimo por aqui!! Não precisa ser feito só no natal não, marido até já comentou que esse vai ser o bolo do aniversário dele no ano que vem!! Será que agradou né?!!

Vamos à receita:

Para a massa de nozes:

7 gemas (ovos médios)
180g de açúcar
1 pacotinho de açúcar baunilha (aprox. 7g)
300g de nozes moídas
50g de amido de milho
7 claras

Para o creme de maçã:

750g de maçãs
100g de açúcar
1 pacotinho de açúcar baunilha
4 colheres (sopa) de suco de limão
4 colheres (sopa) de Calvados (que é uma pinga, eu usei licor de laranja)
250ml de leite
100g de nata líquida (Schlagsahne)
50g de açúcar
1 pitada de sal
40g de amido de milho
2 gemas
4 colheres (sopa) de leite

Aquecer o forno a 180°C.

Para a massa juntar as gemas, o açúcar e a baunilha numa vasilha e bater tudo na batedeira na velocidade máxima por uns 5 minutos até a massa ficar bem cremosa. Misturar as nozes e o amido de milho e adicionar ao creme batendo numa velocidade um pouco menor.

Bater as claras em neve e acrescentar bem de leve à massa principal, sem bater! Colocar a massa numa forma redonda de cerca de26 cm de diâmetro, esta deve ser untada e forrada com papel manteiga. Assar a massa por aproximadamente 60 minutos.
Retirar a massa do forno e deixar esfriar. Retirar o papel manteiga.

Para o creme de maçãs, descascá-las, e picar em pedaços pequenos. Colocar numa panela junto com o açúcar, a baunilha e o suco de limão e cozinhar um pouco. Acrescentar a "pinga". Desligar e deixar esfriar.

Cozinhar o leite, a nata, o açúcar e o sal. Num outro recipiente misturar o amido de milho, as gemas e as 4 colheres de leite. Acrescentar essa mistura à primeira que deve ter sido tirada do fogo para este procedimento!! Sempre mexendo levar pra cozinhar novamente. Desligar o fogo e deixar o creme esfriar mexendo de vez em quando pra não criar pele.

Juntar o creme à massa de maçãs. Cortar o bolo de nozes ao meio (na horizontal) de forma a poder recheá-lo. Colocar o creme de maçãs sobre uma das metades do bolo e cobrir com a outra apertando um pouquinho.

E é isso!! A receite original dizia ainda pra cobrir com uma massa de marzipan, mas eu achei que ia ficar demais. Se for pra uma ocasião especial acho que deve ficar ainda mais saboroso o bolo, mas pro nosso lanche da tarde o que saiu daí já tava mais que bom!!!

Comentários

  1. Ai que delicia! bem que eu queria uma fatinha dessa agora pra acompanhar um cafezinho hmmmm :)
    vou tentar criar vergonha na cara, deixar a preguica de lado e testar sua receita :)

    ResponderExcluir
  2. Hummm, fiquei com água na boca agora!!
    Ando meio preguiçosa para fazer coisas novas..preciso me animar e publicar lá no meu cantinho tbm!
    bjinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem dias que tenho preguica também, mas quando me empolgo... Mais preguica do que fazer é traduzir as receitas pra colocar aqui. Ja testei m uitas outras, mas e a vontade de escrever???
      bjs

      Excluir
  3. Também estou assim, Babi!
    Comecei a testar uns biscoitinhos (primeira vez que vou fazer no natal) e amanha mesmo vou comprar forminhas para biscoito. Estou até pensando em colecionar, olha a loucura! hahahaha
    Beijocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E nao é uma delícia isso Leticia?!! Eu estou adorando!! Tá saindo cada coisa boa por aqui... A gente nao tem idéia de quanto coisa boa existe nesse mundo que a gente ainda nao experimentou! Minhas forminhas comprei ano passado, mas tem uma loja aqui que ße lotada de forminhas de todos os tipos e tamanhos e motivos, fico babando... quem sabe eu compre mais algumas esse ano...

      beijooo

      Excluir
  4. Tem tudo para ser delicioso.
    E obrigado pela explicação tão detalhada :-)

    ResponderExcluir
  5. Hummmm Babi!!!
    que bolo é esse??? e esse recheio... adoro bolo de maça, no Brasil sempre fazia um com canela e açucar mascavo...ficava muito bom, porém era simples...
    Este seu esta com um "cara"... divina! imagino que o mardio aprovou e quer mais... quem não??!!
    beijos e bom final de semana...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O recheio é maravilhoso Ana!! De lamber os beiços muitas e muitas vezes!! E te garanto que nao era só a cara que estava divina nao, o gosto também!!

      bom fim de semana pra você também!!
      beijao

      Excluir
  6. Que lindo, Babi! Uma verdadeira obra de arte! E deve estar delicioso também! Vou tentar!

    Obrigada por compartilhar a receita conosco.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada Dani. Estava realmente delicioso, vale a pena tentar!!

      beijos

      Excluir
  7. Ahhh que tentacao!!!
    deve ter ficado uma delícia! Vou arrumar um tempinho e tentar a receita!
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou uma delícia sim Anna!! Tenta lá e depois me diz se gostou do resultado!!

      beijo

      Excluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…