Pular para o conteúdo principal

Clara's Einschulung

Escrevi no post anterior que hoje seria o primeiro dia de aula da filha dos nossos amigos da igreja, a Clara... ontem eu já fiz os brigadeiros e beijinhos pra levar. A Emily me pediu pra fazer alguma sobremesa, e como era pra ser uma coisa mais do tipo buffet, com mini pizzas e tal, o Lukas e eu pensamos em brigadeiros. Primeiro porque crianças adoram, e também porque o pessoal aqui não conhece, mas costumam gostar bastante.. o Andreas pelo menos detonou os que eu fiz pro meu aniversário, então resolvi arriscar e me parece que acertei na mosca... o pessoal gostou bastante! Pra dar uma variada também fiz beijinhos, pela primeira vez na vida, porque nem o brigadeiro aqui em casa sou eu que faço, é o Lukas, porque eu não gosto muito do jeito que fica o meu, mas o beijinho ficou bem bom, de verdade!!
Diddl com uma Schultüte
(fonte: http://members.liwest.at/mathildeswelt/diddels/diddl-schultuete.gif)
Eu não vou entrar nos detalhes do sistema escolar que aqui é bem diferente do que a gente tem no Brasil, mas por aqui o primeiro dia de aula é realmente uma coisa muito importante, que é bastante festejada por toda família... E funcionou mais ou menos assim: vai todo mundo pra escola, eles reunem a galera em algum lugar onde caiba todo mundo, no caso hoje foi numa quadra esportiva, as crianças da primeira série ficam todas sentadinhas nas primeiras fileiras, já com suas mochilas; as crianças da segunda série fizeram uma apresentação de boas e vindas, vestidas de bichos, cantando musiquinhas e contando a historinhas do leão que não sabia escrever... depois disso essas crianças saem e o diretor (se não me engano) começa a dividir as turmas: chama a professora e os alunos que estão naquela turma... eles fazem uma fila e vão se embora... é nessa hora que a maioria das mães chora... nesse momento as crianças vão ter sua primeira hora de aula, na sala delas... o diretor ainda faz alguns  comentários e o pessoal é liberado prá ir tomar um lanche preparado pelos pais da segunda série, enquanto aguardam a 1 hora antes de poderem ir buscar seus filhos na sala de aula. E é aí a parte mais emocionante pros pais, eles podem entrar na sala de aula, conhecer onde seus filhos vão sentar, as crianças recebem as "Schultüten" ( que são uns cones onde se colocam especialmente doces e presentinhos pro novo aluno, um incentivo aos estudos, acredito... hehheheh, vou colocar uma foto abaixo pra vocês verem), tiram mais muitas fotos... e depois vão prá casa comemorar com a família.

Schultüten
 (fonte: http://www.kita-st-otto.de)
Eu achei muito legal, é bem diferente do que no Brasil, larga a criança lá e que se vire... ehhehhe... Eu gostei especialmente das Schultüten, já tinha visto pra vender nas lojas e tem de todos os tamanhos e tipos,  e muita gente também faz mesmo em casa... E é tradição ganhar uma dessa no primeiro dia de aula, pra ver como a educação é valorizada por aqui, é realmente uma grande coisa você estar indo pra escola, é uma nova etapa da vida, que merece ser comemorada... estou pensando em incorporar essa idéia... pensei em várias maneiras de fazer uma Schultüte... a da Clara era muito linda, a tia dela que fez... linda, linda.... tenho que pedir pro Andreas me mandar a foto que tiramos com o cone...
Depois de tudo fomos até a casa deles pro almoço, que foi como eu escrevi lá em cima, uma buffet com muita coisa gostosa... a Emily é americana, então obviamente tinha muffins deliciosos, até trouxemos uns pra casa, mas também já foram detonados... e as mini pizzas ela mesma que fez e também já tive mais idéias... porque foi tudo muito simples, a massa já estava pronta, e na hora foi só colocar o molho de tomate e o queijo e mais 5 minutinhos no forno... tudo uma delícia... além de uma cobra de pepinos, que além de oferecer opção de salada pra galera ainda deixa a mesa com cara de criança, e as crianças aqui são acostumadíssimas a comer verduras assim no meio da comidarada típica de festinha de criança, onde no Brasil vc vê uma criança pegando um pepino e comendo na boa, sendo que tem muffins e brigadeiros em cima da mesa???!!!
cobra de vegetais
(foto daqui)

Dêem uma olhada também: http://de.wikipedia.org/wiki/Einschulung ; http://de.wikipedia.org/wiki/Schult%C3%BCte



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…