Pular para o conteúdo principal

Adventskranz - Coroa de advento

A coroa de advento é uma decoração típica da época que antecede o natal, normalmente feita num trançado com ramos de Abeto (da família dos pinheiros), decorado e que possui quatro velas, sendo que estas vão sendo acesas uma a uma a partir do primeiro domingo de advento até o quarto.
coroa 2010
A coroa de advento foi introduzida em 1839 pelo teólogo luterano e educador  Johann Hinrich Wichern no norte da Alemanha protestante. Quase um século mais tarde passou também a ser encontrado em áreas católicas. 
coroa 2011
Segundo se conta, o hamburguense (sim, ele era de Hamburg!!) Wichern cuidava de crianças que eram muito pobres. Ele se mudou com elas para uma casa, das Rauhe Haus, e lá cuidou delas. Como as crianças na época de natal sempre de novo perguntavam quando chegaria enfim o dia de natal ele construiu em 1839 a partir de uma roda velha de carroça, um aro de madeira com 20 velas pequenas e 4 velas grandes, usando-as como calendário. Todo dia durante o advento uma vela era acesa, as velas brancas representando os domingos. Essa versão da coroa que abriga no mínimo 18 velas pequenas, quando a véspera de natal cai exatamente no quarto domingo de advento, e no máximo 24 velas pequenas, quando a véspera cai num sábado, está pendurada na igreja St, Michaelis em Hamburg durante a época do natal. (Agora vou ter que ir até lá confirmar essa afirmação porque não lembro de ter reparado nisso,e também pra tirar fotos).
coroa 2012
Desde a tradicional coroa feita pelo Wichert, a coroa foi evoluindo para a coroa que conhecemos hoje,com apenas as velas grandes que representam os domingos. Desde 1860, a coroa é feita de ramos verdes, em especial de algum tipo de pinheiro.
coroa 2013
Há varias interpretações dadas à coroa. O simbolismo original é o aumento da luz como uma expressão da crescente expectativa do nascimento de Jesus Cristo, que é chamado de "Luz do Mundo" para aquelas da fé cristã.

Comentários

  1. Muito interessante a história da coroa do Advento, eu sinceramente, náo conhecia a história do Herr Wichern :-(. E que lindo o simbolismo de Luz do Mundo conforme as velas vão sendo acessas. Adorei saber. Bjs Bárbara e feliz natal pra vocês :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante né? Eu também descobri muita coisa nova quando li a respeito, o simbolismo é o que mais me emociona e por isso faço sempre uma coroa, todo ano!

      Boas festas pra vocês também!!

      Excluir
  2. Aqui em casa faco questao de termos sempre uma coroa de advento pra essa época, de prferencia feita pelas proprias maos. Ajuda-nos a lembrar que o natal está chegando e tbm a nos acalmarmos e termos uns momentos de meditacao. O simbolismo tbm sempre me emociona. Deixamos de ter a árvore de natal, mas a coroa nunca falta. :)
    Feliz Natal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh eu também sempre faco as minhas proprias coroas, ou mesmo arranjos com as quatro velas... Senao pra mim parece que nao é natal...

      Excluir
  3. Não sabia da origem dessa coroa, e muito menos que tem as versões com as velas menores para os outros dias além dos domingos. Muito legal =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal né?! Eu também achei super interessante. Acho que já tinha visto uma coroa com as demais velas dentro de uma igreja...

      Excluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…