Pular para o conteúdo principal

Museu Oscar Niemeyer - Curitiba

Começo de setembro quando estivemos em Curitiba aproveitei que os sogros moram perto do Museu Oscar Niemeyer (conhecido também por MON ou Museu do Olho), para caminhar por lá e tirar uma fotos. O legal é que os ipês por lá ainda estavam floridos, acho que por ser mais frio, eles duram mais tempo, ou a variedade é diferente. Enfim...


O MON é um museu com foco em artes visuais, arquitetura e design. Não é bem o meu gosto de museu, eu gosto é de "coisa velha", ou seja, museu de história, mas nesse eu já fui algumas vezes, quando tinham exposições legais ou junto com amigos ou parentes visitando a cidade. A última vez já faz mais de 5 anos, quando ainda morava em Curitiba, mas eu recomendo dar uma olhada no site oficial pra ver o que anda rolando por lá e quem sabe, se algo interessar, fazer uma visita. A estrutura é bem boa e o lugar no entorno é bem legal, quem quiser ainda pode dar uma esticadinha até o Bosque do Papa ( ou Memorial da Imigração Polonesa).


O Museu é um dos principais atrativos da cidade, fazendo parte inclusive do trajeto da linha do ônibus de Turismo da cidade. 

Infos:
Rua Marechal Hermes 999 - Curitiba PR
Aberto de terça a domingo das 10h às 18h
Ingressos a R$6,00 e R$3,00 (meia entrada) com venda de ingressos até às 17h30

Comentários

  1. visitei esse museu no ano passado, e gostei bastante do espaço e de algumas exposições. E fiz o que tu sugeriu também, fui até o Bosque do Papa na sequência, e andei no onibus da linha turismo, que achei bem legal e funcionou bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro que você escreveu sobre sua visita ao Museu. Preciso ir de novo agora que estou de volta, no parque a gente vai sempre que está na cidade, afinal é ali do lado e eu não me aguento presa dentro de apartamento...

      Excluir
  2. Nunca fui em Curitiba, Babi, na verdade o mais ao sul que eu fui foi a cidade de São Paulo, rs. Eu também prefiro museus de história, mas achei o preço do ingresso desse museu muito barato :) Bom, em BH tem muito museu com entrada franca, o que é ótimo, hehe.

    p.s.: vou fazer Currywurst hoje!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é um preço acessível... Em Curitiba não conheço muito museu gratuito não, mas também faz um tempão que estou bem por fora do que anda rolando por lá...

      Depois que fizer a Currywurst me avisa se ficou boa!! Eu adorei a nossa!

      bjs

      Excluir
  3. Não conheço Curitiba - na verdade, viajei pouco dentro do Brasil, shame on me - mas planejo conhecer em uma das visitas que farei ao Brasil ao longo dos anos.

    Esse seu post me fez lembrar um pouquinho de casa, pois sou de Brasília e o traço do Niemeyer é reconhecível de loooonge...
    Beijos,
    Lidia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também nao viajei ainda muito pelo Brasil, acho que a gente pega gosto pela coisa depois que mora fora né?

      Verdade, Niemeyer é inconfundível!

      Excluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…