Pular para o conteúdo principal

Passeios - parte 2 - Heimfeld

O outono aqui é uma estação bem definida, como dificilmente se vê no Brasil... e realmente dá prá ver na prática o que acontece... Talvez porque prá mi8m ainda é novidade, mas eu estou achando isso muito legal... e é meio que de um hora prá outra, se eu voltar dali 2 dias posso não ver mais a mesma árvore, ela com certeza já mudou bastante... (quanta filosofia... hehhehe) enfim, o legal do outono aqui é a luz, eu não sei porque, mas eu gosto muito da luz agora no outono, dá aquele impressão de aconchego, de que dá prá voltar prá casa e tomar uma canece de chá quente (eu amo chá - outra vantagem do lado de cá do Atlântico, estou me deliciando com a variedade e gostosura dos chás - mas isso fica prá uma outra vez...)
Mais no final de setembro, depois que o outono começou oficialmente, passeamos mais algumas vezes... No dia 30 de setembro fomos até um dos dois parques que existem aqui pertinho de casa (Nós passeamos outras vezes tb, entre a data do post anterior  - 15 de setembro- e o de agora - 30 de setembro- , mas nem sempre com a máquina a tiracolo). Não descobri se o parque tem algum nome, provavelmente tenha, mas eu não sei, só seiu que é aqui perto. Eu achei que ele fosse maior, mas é aquele coisa que escrevi antes, quando a gente não conhece o lugar a gente acaba se enganando... Prá chegar nesse parque dá prá simplesmente descer a nossa rua, mas nós fizemos o caminho inverso, e acabamos voltando tb por este caminho já que o passeio acabou muito rápido e resolvemos andar por mais alguns lugares antes de voltar prá casa.

o outono começando a mostrar sua cara
um cemitério antigo


alguém importante parou aqui prá observar a vista da cidade, 
mas como a cabeça é ruim se vc quiser saber quem, 
vc vai ter que vir nos visitar prá gente ir lá e descobrir...
daí vem o nome da nossa rua...
No dia 08 de outubro, no fim da tarde, depois de passar um dia meio entediados em casa (eu estava com um princípio de gripe, que ainda bem, não se desenvolveu) resolvemos dar uma volta lá fora, apesar do frio e do vento, e foi uma boa idéia, como sempre... e dessa vez lembramos de levar a máquina!!
Aqui perto de casa tem um rio, e junto deste rio existe uma refinaria de petróleo (agora fiquei na dúvida se é isso mesmo, qquer coisa o Lukas me corrige depois nos comentárioa hehheheh), e foi lá perto que fomos caminhar hoje. Como eu disse eu nao estva me sentindo lá muito bem por isso nao tem muitas fotos e tb o vento estava muito forte e gelado!! Isso acaba com a disposição de qualquer um... O que eu achei mais interessante foi ver de mais perto os tais dos Schrebergarten, ou Kleingarten (traduzindo: algo como pequenos jardins) que aqui é super normal. O pouco que sei funciona assim: as pessoas normalemtne nao tem muito terreno nas cidades, entoa ter um jardim na frente de casa como a gente conhece no Brasil, não é muito normal, isso nas cidades grandes, então as pessoas compram um pedacinho de terra nessas "vilazinhas" onde só existem jardins, fica meio dificil de entender assim eu escrevendo, quem souber alemão recomendo: http://de.wikipedia.org/wiki/Kleingarten. Também achei alguma coisinha em português: http://pt.wikipedia.org/wiki/Horta_urbana. Então é isso, sempre achei isso muito engraçado e muito bonitinho, tem gente que faz coisas maravilhosas com o pedacinho de terra, pena que não deu prá tirar nenhuma foto mais de perto, quem sabe um dia eu visite um pessoalmente...
efeito outono
os trilhos do trem
esse morro verde é um dique que foi construído prá proteger
 a cidade de possíveis enchentes )atrás dele está a refinaria e o rio)
os tais dos "Schrebergarten"
efeito outono 2
nossa rua
nosso prédio

Comentários

  1. babisenberg
    Enviado em 25/10/2010 as 21:59 | Em resposta a lukasgg.
    acabei de postar!!

    lukasgg
    Enviado em 25/10/2010 as 21:50
    cade a atualização????

    babisenberg
    Enviado em 22/10/2010 as 20:00 | Em resposta a Carol Bueno.
    Opa, venha mesmo, a gente adora receber visitas!!!

    Carol Bueno
    Enviado em 21/10/2010 as 14:46
    Oi….Ba……td bem ai????
    To adorando ler e ver as experiências d vcs ai na Alemanha….q delícia esta fase hein….as fotos estão lindas….dá uma vontadezinha d visitar vcs…rsrsrs…
    Adorei o apto….rsrsrs…dpois vc tem q colocar mais fotos ..
    Espero q estaja aproveitando bastante ai….
    Bjokas

    lukasgg
    Enviado em 21/10/2010 as 12:05
    sim, nossos passeios são legais… Na verdade ali embaixo ficam mais de uma refinaria… acho… é um terminal de desembarque de petróleo… tem terminais das principais petrolíferas européias… e não, não tem da petrobrás… o parque pequeno se chama Harburg Schwarzenberg… era antigamente uma praça de exercícios militares… fica na frente da Technische Universität HH que funciona num antigo quartel, parcialmente destruido na guerra… hoje é tudo civil (civilizado?? hehe), mas o nome da rua ao lado da TUHH ainda é Kasernenstrasse (Rua do quartel)… o nome do dique no qual passeamos é Bostelbecker Hauptdeich… basta procurar esse nome no google maps que vcs logo vêem os ancoradouros (são 4) e os tanques de combustível das refinarias…
    gatinha
    te amo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Conte-me o seu segredo...

Postagens mais visitadas deste blog

torta alemã

Alguém sabe me dizer a origem da chamada torta alemã? Porque aqui na Alemanha mesmo, nunca vi nenhuma torta desse tipo como a que conhecemos no Brasil... 
Dei uma pesquisada no google, mas não tive muitas respostas não. As duas versões que me fizeram mais sentido foram: 1- que uma descendente de alemães lá em Santa Catarina ficou com saudades das tortas da sua terra natal e adaptou uma torta com os ingredientes encontrados ali; 2- que seria uma versão do conhecido Kalter Hund, que a torta alemã teria em diferente um creme de manteiga e creme de leite ao invés do chocolate como recheio. E aí, alguém tem palpites?? Ou já viu uma torta alemã na Alemanha??

A diferença entre Quark e ricota

Quando tínhamos ainda vacas na fazenda, lembro que a mami fazia a tal chamada ricota pelos brasileiros, mas a gente lá em casa sempre chamou de "quark"... beleza, depois que vc tem que procurar o negócio no mercado se acostuma com o nome ricota, que todo mundo diz que é o do tal negócio... E é uma coisa que eu gosto muito de comer... Um tempo atrás decidi que queria comer panquecas, e prá mim a melhor delas é a recheada com ricota! Vamos então no mercado comprar "quark" que é prá ser o mesmo que a chamada ricota no Brasil... Mas não é a mesma coisa não!!! Primeiro a consistência é bem diferente, o quark é bem mais macio que a ricota, e também bem mais azedo... A ricota brasileira é meio esfarelenta, mais seca, o quark é um creme, uma pasta bem fácil de passar no pão por exemplo. Foi então pesquisar na internet, prá descobrir então se por acaso não existia uma diferença entre eles, já que eram tão diferentes... achei que a principio fosse só uma diferença de nomenc…

Odeio ser chamada de tia

Cresci em família de descendência alemã, pra mim sempre foi super normal chamar meus tios e tias de Onkel e Tante, até hoje não consigo me referir à eles sem esse pronome (se é que o nome é esse mesmo, mas vocês entendem o que eu quero dizer). Pra mim tia era o  nome pelo qual as minhas amigas chamavam a minha mãe e a mãe de todos os amiguinhos da escola. No Brasil isso é super normal, pelo menos lá onde eu cresci. É meio que costume chamar pessoas mais velhas de tio ou tia, um sinal de respeito. Então pra mim, esse negócio de tia sempre pega por esse lado. Meu maior terror quando voltar aos Brasil é voltar a ser chamada de tia (me arrepio só de pensar). Pra piorar sobrinhos do marido foram ensinados a me chamar de tia, já sentiram a minha reação né?!  arrepios... É ainda pior quando adultos se referem a mim com esse “pronome”, ui, mais arrepios... Por isso meus filhos vão chamar seus tios de sangue de Tante e Onkel, assim como os avó são Opa e Oma. Gente, não consigo me referir a par…